Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação hidrobiogeoquímica na Bacia do Ribeirão das Posses no âmbito do programa conservador das águas, extrema, mg

Processo: 14/27023-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marisa de Cassia Piccolo
Beneficiário:Lucas de Camargo Reis
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Qualidade da água   Bacia hidrográfica

Resumo

No cenário atual onde as mudanças climáticas interferem drasticamente no regime de chuvas, causando uma estiagem jamais antes registrada no estado de São Paulo, aliada a falta de planejamento na conservação das águas, é de suma importância estudos sobre o funcionamento das bacias hidrográficas e de suas microbacias formadoras. Neste contexto, o estudo das Bacias do Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), mantenedoras do sistema Cantareira, estratégicas para o abastecimento de água de aproximadamente 8 milhões de habitantes na região metropolitana da cidade de São Paulo e de mais 4,5 milhões na região das Bacias PCJ, se coloca como prioritária. Para a garantia de tais recursos hídricos é fundamental um plano de restauração e conservação do entorno das represas constituintes do sistema, bem como das microbacias nas cabeceiras de seus rios formadores, tais como o rio Jaguari. Este rio é um contribuinte vital das Bacias PCJ, cujas nascentes estão situadas no sul do Estado de Minas Gerais. Nessa região, na microbacia do Ribeirão das Posses, afluente do rio Jaguari, no município de Extrema, iniciou-se no ano de 2007 um programa de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA). A estratégia é o pagamento anual de uma quantia especifica aos proprietários da terra, desde que concordem com a aplicação de ações para restauração e conservação em nascentes dentro de suas propriedades. Esta pesquisa tem por objetivo avaliar a dinâmica espaço-temporal de parâmetros hídricos qualiquantitativos, através de pontos amostrais nas nascentes da microbacia em áreas preservadas, em áreas reflorestadas com diferentes idades, em pontos ao longo do Ribeirão das Posses e também em pontos alocados no Rio Jaguari, considerando o uso do solo na região de drenagem em cada ponto amostral. Os parâmetros hidrobiogeoquímicos avaliados serão: vazão, total de sedimentos em suspensão, temperatura, pH, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, DBO, cálcio, potássio, sódio, magnésio, amônio, cloreto, sulfato, nitrato, fosfato, carbono inorgânico dissolvido, carbono orgânico dissolvido, carbono particulado e razão isotópica de carbono no sedimento em suspensão e de fundo. Desta forma, será possível verificar se as ações de conservação/restauração estão efetivamente contribuindo para a melhoria da qualidade da água na bacia estudada.