Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do fenótipo e função das células T CD8+ específicos em camundongos imunizados e/ou infectados pelo Trypanosoma cruzi após tratamento com bloqueadores de receptores de quimiocina

Processo: 15/24249-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Jose Ronnie Carvalho de Vasconcelos
Beneficiário:Leonardo Moro Cariste
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/22514-3 - Estudo da migração de células T específicas geradas pela vacinação ou infecção pelo Trypanosoma cruzi, AP.JP
Assunto(s):Vacinas   Trypanosoma cruzi   Linfócitos T CD8-positivos   Quimiocinas   Modelos animais

Resumo

As células T CD8+ exercem papel fundamental na imunidade protetora contra patógenos intracelulares, como por exemplo, o Trypanosoma cruzi, agente causador da doença de Chagas. As Integrinas, moléculas de adesão e receptores de quimiocinas podem ter um papel crítico nesse processo permitindo que essas células migrem para os tecidos não linfóides periféricos para exercerem função efetora. Alguns trabalhos mostraram que receptores de quimiocinas do tipo 1 como, por exemplo, CXCR3, CCR5 e CXCR4 exercem um papel importante na migração de células T para o sítio de infecção, e no caso do CXCR3 na geração das células T de memória em modelos de infecção viral. Em vista disso, o objetivo geral desse projeto será o de estudar o papel do receptor de quimiocina CXCR3 na imunidade protetora contra a infecção experimental pelo T. cruzi em camundongos imunizados. Para tal, camundongos com diferentes backgrounds genéticos serão imunizados com diferentes protocolos contendo genes que codificam proteínas expressas nas diferentes formas do parasita. Em seguida serão infectados e tratados com o anticorpo monoclonal anti-CXCR3. Com esses experimentos observaremos se ocorrerá o aumento da susceptibilidade nesses camundongos. Esse estudo será importante para desenvolvimento de vacinas além de demonstrar o papel dessa molécula na migração dos linfócitos T CD8+ específicos. (AU)