Busca avançada
Ano de início
Entree

De bispo a santo? A memória de São Cipriano na Vita Cypriani (Cartago, século III)

Processo: 15/09725-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Pesquisador responsável:Rossana Pinheiro-Jones
Beneficiário:Victor Andrade Godoy
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Antiguidade tardia   Memória (psicologia)   Santos (religião)   Hagiografia   Cartago   Século III

Resumo

Nesta pesquisa, intento discutir as relações entre memória e santidade na Vita Cypriani, provavelmente produzida em 259 e convencionalmente atribuída a Pôncio, diácono de São Cipriano. A partir de epístolas e de tratados do período, a historiografia reconstituiu a teologia, o episcopado e o martírio de São Cipriano, eleito bispo de Cartago em 248-49 e coroado mártir em 258. No entanto, a Vita Cypriani ainda não dispõe do mesmo interesse. Portanto, pretendo analisar a memória de São Cipriano produzida pela Vita Cypriani e as relações que essa memória mantém, por um lado, com a santidade requerida pela hagiografia e, por outro lado, com a memória previamente possuída pela audiência de Pôncio, temporalmente próxima do bispo e mártir cartaginês. A partir de uma metodologia voltada às preceptivas formais hagiográficas e às relações entre hagiógrafo, santo e audiência espero esclarecer os argumentos de Pôncio para produzir a memória de São Cipriano na Vita Cypriani, sujeitos às restrições de forma e de conteúdo impostas pela sociedade do mundo greco-romano tardo-antigo. (AU)