Busca avançada
Ano de início
Entree

Descobrindo os efeitos da superexpressão da UCP1 durante a reprodução e sobre a estabilidade de fatores de transcrição responsivos a etileno do Grupo VII

Processo: 15/24881-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Paulo Arruda
Beneficiário:Pedro Paulo Augusto Fabiano Arantes Pereira Barreto
Supervisor no Exterior: Zoe Wilson
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Nottingham, Sutton Bonington, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:14/17634-5 - A mitocôndria como elemento central na resposta a estresses em plantas, BP.PD
Assunto(s):Mitocôndrias   Metabolismo energético

Resumo

As mitocôndrias são a razão pela qual as células eucarióticas poderiam surgir mais de um bilhão de anos atrás. É a organela mais antiga e interligada dentro da célula eucariota, o que as obriga a preservar a integridade da organela para permanecer viva. As proteínas desacopladoras mitocondriais (UCPs) estão entre as ~ 1.000 proteínas que compõem a arquitetura mitocondrial e desempenham um papel fundamental na garantia de integridade sob condições de estresse. Demonstrou-se que a super-expressão constitutiva de UCP1 induz uma ampla reconfiguração metabólica no contexto celular e torna as plantas mais tolerantes a vários estresses bióticos e abióticos. Apesar da observação de que plantas super-expressando a UCP1 tem melhor desempenho sob estresse, o impacto desta no desenvolvimento da flor, um órgão que desempenha papel fundamental na produção de sementes de plantas, ainda é desconhecida. Formação de flores e, em especial, o desenvolvimento do pólen, tem uma alta demanda por energia, que se manifesta como um grande aumento no número e atividade de mitocôndrias. Defeitos na função mitocondrial pode resultar em esterilidade masculina, enfatizando a importância destas organelas durante este estágio de desenvolvimento. Floração também é extremamente vulnerável ao estresse abiótico, resultando em esterilidade ou produção de sementes reduzida. Este projeto tem como objetivo explorar o efeito da super-expressão da UCP1 e outros genes mitocondriais em Arabidopsis durante o crescimento e em resposta a ambientes estressantes, com foco na estabilidade de Fatores de Transcrição Responsivos a Etileno do Grupo VII, como demonstrado recentemente que a super-expressão da UCP1 induz uma resposta similar a hipóxia em folhas de tabaco.