Busca avançada
Ano de início
Entree

A fotografia expandida nos museus de arte moderna e contemporânea

Processo: 15/18569-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fotografia
Pesquisador responsável:Nelson Alfredo Aguilar
Beneficiário:Paula Cristina Dolenc Cabral Tacca
Supervisor no Exterior: Philippe Leon Modeste Georges Dubois
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, França  
Vinculado à bolsa:13/15269-5 - A fotografia contemporânea nos museus: lugares e discursos em exposições referenciais do Século XXI, BP.DR
Assunto(s):Arte contemporânea   História da arte   Exposições

Resumo

Esse projeto de pesquisa possui como objetivo o desenvolvimento de etapas e aprofundamentos importantes tangentes a um projeto de doutorado que vem sendo desenvolvido desde 2013, com o objetivo principal de analisar o lugar que a fotografia inserida no discurso da arte contemporânea ocupa nos museus de arte de algumas capitais mundiais de arte e cultura.Efetivamente, o que se pretende com o estágio de pesquisa no exterior, através da solicitação da bolsa BEPE à FAPESP é a realização de uma etapa imprescindível, já constante do projeto inicial de doutorado apresentado e financiado pela FAPESP, que é a pesquisa de campo nos arquivos e bibliotecas das instituições museológicas eleitas para fazerem parte da pesquisa. Além disso, o estágio pesquisa no exterior visa o aprofundamento bibliográfico e analítico do projeto, a partir de inúmeras situações acadêmicas e de pesquisa, e em especial, a partir da supervisão do projeto, durante um ano, pelo professor e pesquisador Philippe Dubois, com quem a pesquisadora terá trocas e orientações importantes, além da participação ativa no grupo de pesquisa coordenado por ele na Universidade Sorbonne Nouvelle - Paris 3.Durante o período de um ano será possível também participar de eventos acadêmicos, institucionais e culturais na cidade de Paris e na França, de maneira geral, adensando a pesquisa e as análises desenvolvidas a partir de trocas com outros pesquisadores, teóricos e pensadores da área.O projeto de pesquisa de doutorado referente à bolsa FAPESP no país se desenvolve a partir da proposta de analisar o lugar que a fotografia inserida no discurso da arte contemporânea ocupa nos museus de arte moderna, de fotografia e de arte contemporânea de três capitais mundiais de arte e cultura eleitas para fazerem parte da pesquisa. Assim, as seguintes instituições museológicas, quanto às suas coleções e exposições temporárias propostas e realizadas, num recorte temporal que abrange a primeira década do século XXI são foco da pesquisa de campo e da análise realizada a partir de aporte teórico e bibliográfico pertinente e relevante para o tratamento da temática: Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM SP), Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (MAC USP), Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMA), Centro Internacional de Fotografia (ICP Nova Iorque), Centro Georges Pompidou (Paris) e Maison Européenne de la Photographie (Paris).Na fase atual em que a pesquisa se encontra já foram realizadas as pesquisas de campo em Nova Iorque e parte da etapa a ser cumprida em São Paulo, que será finalizada até o final do ano de 2015. A partir dos dados levantados nos arquivos e bibliotecas dessas instituições e a partir de interlocuções importantes com atores, pensamentos e documentos que fazem parte da construção histórica do fotográfico contemporâneo institucionalizado, de forma direta ou indireta, análises têm sido desenvolvidas, em especial sobre o lugar do lugar da fotografia inserida no contexto da arte contemporânea nesses museus, assim como outras análises e reflexões acerca mesmo do que foi e do que é a fotografia contemporânea no século XXI, a partir da atenção e da abordagem dirigida a ela pelas instituições de arte, pelos artistas e outros elementos coadjuvantes dessa construção histórica e cultural.Alguns aportes teóricos importantes que vêm sendo trabalhados e debatidos nas análises fazem parte, em especial, de pensamentos que se desenvolvem a partir da década de 70 até os dias atuais, passando por Rosalind Kraus, Philippe Dubois, Dominique Baqué, Tadeu Chiarelli, Michel Poivert, Michael Fried, Jean-François Chevrier, François Soulages, entre outros importantes debatedores do fotográfico e do que é a fotografia hoje, quando se trata de considerá-la a partir da já superada ideia de documentação e registro do real, e encontrá-la no campo ilimitado de discursos, linguagens e possibilidades que é o campo da arte contemporânea.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.