Busca avançada
Ano de início
Entree

Christina Rossetti, Juliana Ingelow e Juliana h. Ewing: sua biografia e fortuna crítica

Processo: 15/22913-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 14 de março de 2016
Vigência (Término): 13 de junho de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Estrangeiras Modernas
Pesquisador responsável:Cleide Antonia Rapucci
Beneficiário:Guilherme Magri da Rocha
Supervisor no Exterior: Maura Ives
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Local de pesquisa : Texas A&M University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:14/21627-4 - Flora, Jack e Amelia: as Alices alternativas de escritoras vitorianas, BP.MS
Assunto(s):Era Vitoriana   Literatura infantojuvenil

Resumo

Publicado nas sombras dos textos didáticos e frequentemente religiosos para crianças, escritos por teóricos, rousseauistas, e os primeiros vitorianos, os livros de Alice de Lewis Carroll foram sucessos instantâneos. Em nosso projeto de Mestrado (processo Fapesp: 2014/21627-4), propomos uma possibilidade de leitura de três dos hipertextos de Alice recolhidos por Sigler (1997): Speaking likennesses, publicado por Christina Rossetti em 1874, Mopsa, the fairy, publicado por Jean Ingelow em 1869, e Amelia and the dwarfs, publicado por Juliana H. Ewing em 1870. A bibliografia sobre essas autoras disponível no Brasil é muito rara e genérica. Não há nenhuma obra sobre Ingelow, nem sobre Ewing, nas bibliotecas da Universidade de São Paulo. Também não há nada sobre elas nem nas bibliotecas da Universidade Estadual Paulista, nem na da Universidade Estadual de Campinas, por exemplo.Esses hipertextos oferecem "visões fascinantes quanto às situações culturais e literárias em que os livros de Alice foram entendidos e apropriados por diferentes públicos" (Sigler, 1997, p. xviii). Eles iluminam quão diversa foi a recepção dos textos de Carroll através da revisão não só das situações carrollianas, como também da protagonista. Esta bolsa tornará possível o nosso acesso a estudos críticos e publicações sobre essas obras fundamentais. Acreditamos que nosso trabalho pode abrir novos caminhos de pesquisa para autoras que, dentro e fora do Brasil, receberam pouca atenção. Os objetivos deste estudo são: contribuir para a expansão não somente dos estudos sobre literatura infantil no Brasil, como também dos estudos sobre o vitorianismo; aprofundar pesquisas sobre Christina Rossetti, Jean Ingelow e Juliana H. Ewing; introduzir essas autoras para os leitores e pesquisadores brasileiros por meio de uma curta biografia; coletar dados sobre a fortuna crítica de Speaking likenesses, Mopsa, the fairy e Amelia and the Dwarfs através do acesso a artigos, livros e publicações originais da biblioteca da Texas A&M University e também de outras bibliotecas (se possível). Nós acreditamos também que nosso estudo pode ampliar os horizontes de estudiosos e estudantes brasileiros, sobretudo nas áreas de literatura infantil, literatura inglesa, literatura vitoriana, e literatura de autoria feminina. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.