Busca avançada
Ano de início
Entree

A apropriação política após os movimentos das ruas: retóricas do discurso sócio-político-digital

Processo: 15/15215-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 21 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Miriam Debieux Rosa
Beneficiário:Patrícia Do Prado Ferreira
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/00252-0 - A onda dos protestos 5 anos depois: considerações sobre o retórica do discurso sócio-político-digital, BE.EP.PD
Assunto(s):Sujeito   Laço social   Movimentos sociais

Resumo

Desde da teoria dos discursos elaborada por Jacques Lacan em O seminário, livro 17: o avesso da psicanálise (1969-1970) procuraremos investigar o que entendemos enquanto apropriação política decorrente das manifestações sociais que aconteceram no Brasil mais notadamente em junho de 2013. No cenário estabelecido, pesquisaremos de que modo a retórica dos movimentos pode ser pensada a partir da teoria dos discursos - mestre, universitário, histérica e analista -, tentando apreendê-los enquanto espelho de ideologias políticas consagradas ou como vetor de uma proposta alternativa à ordem vigente, o que apontaria para alguma possibilidade de giro discursivo. Para alcançar o objetivo principal, 1) abordaremos conceitos psicanalíticos que nos permitam sustentar e avançar em nossa proposta, sobretudo as elaborações freudianas e lacanianas sobre identificação e laços sociais; 2) desenvolveremos sobre a estruturação dos discursos para apreendermos como os laços sociais encontram-se engendrados ou como o gozo está aparelhado para que o laços sociais se estabeleçam; 3) buscaremos identificar os elementos estruturais e discursivos dos movimentos sociais no Brasil, tomando-os como 'sintoma do campo social', para que, finalmente, 4) possamos entender e assinalar a configuração da apropriação política decorrente. Marcamos que o tema é necessário e emergente, na medida em que tais eventos atravessam a discursividade dos sujeitos - inclusive coletivos -, estabelecendo diferentes campos investigativos; fato que implica, necessariamente, que a pesquisa se constitua de modo transdisciplinar - contemplando psicanálise, filosofia política e ciências sociais - a partir de uma investigação qualitativa, pesquisa bibliográfica e exploratória. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.