Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem espacial para o estudo dos impactos ambientais causados pela disposição final de resíduos sólidos urbanos em escala regional

Processo: 15/24344-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 14 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Projeto de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Jean Pierre Henry Balbaud Ometto
Beneficiário:Victor Fernandez Nascimento
Supervisor no Exterior: Nazli Yesiller
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Local de pesquisa : California Polytechnic State University (Cal Poly), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/09039-7 - Elaboração de um modelo espacial de gerenciamento de resíduos sólidos urbanos para o estado de São Paulo utilizando o TerraME, BP.DR
Assunto(s):Impactos ambientais   Modelagem   Aterros sanitários   Geoprocessamento

Resumo

O estado de São Paulo possui uma área de 248.196.960 km2 e uma população de 41.262.199 habitantes, distribuídos em 645 municípios (IBGE, 2013). Entre os estados brasileiros, São Paulo, é o mais populoso e o maior produtor de resíduos sólidos urbanos (RSU), gerando aproximadamente 39.072 toneladas/dias (CETESB, 2015). Muitos dos seus municípios ainda dispõem os seus resíduos de maneira inadequada, causando vários problemas ambientais e sociais. Nesta pesquisa, dois aspectos importantes devem ser levados em consideração para auxiliar na mitigação dos impactos causados pela disposição final dos resíduos sólidos urbanos e serão elaborados durante o período do estágio de pesquisa nos EUA. O primeiro aspecto e mensurar a vulnerabilidade dos locais onde os RSU são dispostos, utilizando um índice de vulnerabilidade ao impacto ambiental em duas áreas de estudo, o estado de São Paulo e a Califórnia nos (EUA), dessa forma poderá se comparar os resultados entre dois países com diferentes estratégias de gerenciamento de RSU. A segunda parte do estágio de pesquisa no exterior é desenvolver um modelo espacial para identificar áreas para a localização de novos aterros sanitários para o estado de São Paulo, levando em consideração não apenas os aspectos ambientais, mas também econômicos e sociais. Com o desenvolvimento do índice e do modelo espacial, será possível auxiliar o controle e mitigação dos impactos ambientais causados pela disposição inadequada dos resíduos sólidos urbanos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NASCIMENTO, VICTOR FERNANDEZ; YESILLER, NAZLI; CLARKE, KEITH C.; HENRY BALBAUD OMETTO, JEAN PIERRE; ANDRADE, PEDRO R.; SOBRAL, ANAHI CHIMINI. Modeling the environmental susceptibility of landfill sites in California. GIScience & Remote Sensing, v. 54, n. 5, p. 657-677, 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.