Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação da apresentação antigênica pela própolis e possível ativação diferencial de linfócitos Th1 e Treg

Processo: 15/02596-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Etnofarmacologia
Pesquisador responsável:José Maurício Sforcin
Beneficiário:Karina Basso Santiago
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Apiterapia   Apis mellifica   Própolis   Imunomodulação

Resumo

A própolis é um produto resinoso, elaborado pelas abelhas a partir de diversas partes das plantas, e se destaca por suas inúmeras propriedades farmacológicas, e pela possibilidade de aplicação na indústria farmacêutica e alimentícia. A maioria dos trabalhos publicados sobre própolis e imunidade foi realizada com animais e poucos são os trabalhos com humanos no tocante à sua ação imunomoduladora. Recentemente, iniciamos estudos com células humanas, avaliando o efeito da própolis em monócitos e células dendríticas e, neste projeto, visamos investigar os mecanismos celulares modulados pela própolis na apresentação de antígenos e ativação diferencial de linfócitos T. Para tal, utilizaremos um antígeno tumoral (MAGE-1) e ácido retinóico e avaliaremos a expressão de receptores celulares (TLR-2, TLR-4, MHC-II, CD80, CD40), ativação de fatores de transcrição (NF-kB e STAT-3) e produção de citocinas (TNF-±, IL-6, IL-10 e IL-12) por monócitos. Também será analisada a proliferação de linfócitos, fatores de transcrição (T-bet e Foxp3) e produção de citocinas (IFN-³ e TGF-²) por linfócitos T, no intuito de investigar se a própolis poderia favorecer um perfil de ativação, culminando preferencialmente na ativação de células Th1 ou T reguladoras (Treg). Assim, partimos do pressuposto de que um determinado evento biológico poderia ser favorecido pela própolis, culminando, por exemplo, na ativação ou supressão da resposta imune celular a tumores. Tais achados serão inéditos e relevantes, pois tal protocolo poderá ser adotado em protocolos antitumorais, evidenciando assim a implicação prática deste projeto de pesquisa.