Busca avançada
Ano de início
Entree

Química mineral e análises por LA-ICPMS de elementos traços e terras raras em piroxênios do corpo Lujaurítico-Chibinítico do anel norte do maciço alcalino de Poços de Caldas (MG-SP)

Processo: 15/23532-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Silvio Roberto Farias Vlach
Beneficiário:Ludmila Maria Fonseca Teixeira
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/06082-6 - A província magmática Paraná-Etendeka no Brasil: relações temporais e petrológicas entre o magmatismo toleítico e alcalino e suas implicações geodinâmicas, AP.TEM
Assunto(s):Rochas alcalinas   Química mineral   Mineralogia

Resumo

O Corpo Lujaurítico-Chibinítico do anel norte do Maciço Alcalino de Poços de Caldas (MG-SP) é uma importante ocorrência agpaítica do maciço. Este corpo é composto por 5 fácies de nefelina sienitos, com mineralogia composta por feldspato alcalino, nefelina, sodalita, eudialita (entre outros minerais acessórios) e piroxênios (egirina-augita) de diferentes fases magmáticas (uma sin e uma pós, diferenciadas principalmente pelas relações texturais). Apesar da literatura de volume expressivo na área, ainda não foram realizados análises químicas e laser para analisar a distribuição dos elementos traços entre os piroxênios de diversas gerações texturais e entre os piroxênios e a rocha total. Esses minerais podem ser considerados essenciais para a compreensão da evolução magmática do maciço, devido a grande variabilidade química encontrada. O projeto, que se insere dentro do temático da FAPESP 12/06082-6, propõe que sejam feitas essas análises, de modo a complementar os dados já existentes de mineralogia química e fomentar futuras interpretações petrogenéticas.