Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade genética e perfil de sensibilidade antimicrobiana de cepas multirresistentes do Complexo Acinetobacter calcoaceticus-A. baumannii circulantes em um hospital de ensino

Processo: 15/13179-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Carlos Henrique Camargo
Beneficiário:Laís Calissi Brisolla Tavares
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Acinetobacter   Anti-infecciosos   Epidemiologia molecular   Infecção hospitalar   Diversidade genética

Resumo

Infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) causadas pelo Complexo Acinetobacter calcoaceticus-A. baumannii (ACB) são um importante problema de saúde pública, com impacto na morbidade, mortalidade, tempo de internação e custos associados ao paciente. Estes patógenos apresentam diversos mecanismos de resistência aos antimicrobianos, o que contribui para a sua manutenção no ambiente hospitalar. Registra-se na literatura nacional e mundial um aumento significativo das taxas de resistência aos antimicrobianos em Acinetobacter, incluindo carbapenêmicos, uma das últimas classes eficazes contra este agente. Essa resistência é mediada principalmente por enzimas oxacilinases, que apresentam mais de 150 variantes. As drogas tigeciclina, polimixina B, colistina, minociclina, ampicilina-sulbactam, sulbactam, e tetraciclina são alternativas para o tratamento de infecções por ACB, pois suas atividades ainda estão preservadas, o que suscita o monitoramento deste perfil de susceptibilidade. A definição da origem das cepas circulantes é um requisito para o controle e contenção da disseminação de bactérias resistentes a antibióticos. Por isso, técnicas moleculares são importantes para o monitoramento e investigação epidemiológica. Em 2008, verificou-se pela primeira vez a presença de um perfil peculiar de multirresistência a drogas em A. baumannii, apresentando resistência a carbapenêmicos e demais drogas (exceto gentamicina, tobramicina e polimixina B). O caso-índice foi identificado como um paciente transferido de um hospital em uma cidade próxima ao hospital que estamos investigando. O novo fenótipo de resistência disseminou-se pelo hospital e ainda pode ser detectado em A. baumannii. O objetivo deste projeto é avaliar a diversidade genética e o perfil de susceptibilidade antimicrobiana de cepas multirresistentes do Complexo ACB circulantes em um hospital de ensino no Brasil entre 2007-2014.Estudar-se-ão todas as cepas do Complexo ACB isoladas sangue, de diferentes pacientes, atendidos em um hospital universitário entre 2007 e 2014, totalizando 134 cepas. Os genes das principais oxacilinases (OXA-23, OXA-24, OXA-51, OXA-58, OXA-143) serão pesquisados por PCR multiplex. Em amostras negativas para OXA / ISAba1, pesquisar-se-ão outras sequências regulatórias do tipo ISAba. Subtipos de blaOXA-51 serão caracterizados. Para determinação da diversidade genética entre os isolados, será realizada eletroforese em gel de campo pulsado (PFGE) (Seifert et al, 2005). A ancestralidade e distribuição global dos pulsotipos serão determinadas por multilocus sequence typing (MLST) (Instituto Pasteur e esquema de Bartual, Oxford University). As sequências serão submetidas à análise comparativa com as disponíveis no banco de dados fornecidos por estas duas instituições, usando o software BioNumerics 7.5 (Applied Maths). Será realizada também a tipagem 3-loco (3-LST) dos pulsotipos de A. baumannii (Turton et al, 2007) para elucidar os principais grupos clonais circulantes que utilizam sequências específicas dos genes ompA (codifica a porina da membrana externa A), EUSC ( envolvido na formação de biofilme) e blaOXA-51-like (codifica a carbapenemase intrínseca de A. baumannii).O perfil de sensibilidade aos fármacos tigeciclina, polimixina B, colistina, minociclina, ampicilina-sulbactam, sulbactam e tetraciclina será avaliado por diluição em ágar e / ou técnicas de microdiluição em caldo. Para caracterizar o contexto genético das oxacilinases detectadas neste estudo, abordagens tais como a clonagem de genes de resistência, ou PCR inversa, serão utilizadas para identificar os genes presentes a montante e a jusante dos genes de resistência e determinar se estes genes estão presentes em transposons. Se provarmos que certos genes estão alocados em plasmídeos, identificaremos genes de replicação de plasmídeos para determinar os tipos de plasmídeos presentes nos isolados (A ser executado em colaboração com o Dr. Benjamin Evans, Anglia Ruskin University). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BRISOLLA TAVARES, LAIS CALISSI; DE VASCONCELLOS, FRANCIELLI MAHNIC; DE SOUSA, WILLIAM VAZ; ROCCHETTI, TAISA TREVIZANI; MONDELLI, ALESSANDRO LIA; FERREIRA, ADRIANO MARTISON; MONTELLI, AUGUSTO CEZAR; SADATSUNE, TERUE; TIBA-CASAS, MONIQUE RIBEIRO; CAMARGO, CARLOS HENRIQUE. Emergence and Persistence of High-Risk Clones Among MDR and XDR A. baumannii at a Brazilian Teaching Hospital. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 9, JAN 4 2019. Citações Web of Science: 1.
DE VASCONCELLOS, FRANCIELLI MAHNIC; TIBA-CASAS, MONIQUE RIBEIRO; BRISOLLA TAVARES, LAIS CALISSI; DE SOUZA, WILLIAM VAZ; GARCIA, DOROTI DE OLIVEIRA; CAMARGO, CARLOS HENRIQUE. Evaluation of a new trilocus sequence-based multiplex-PCR to detect major Acinetobacter baumannii clonal complexes circulating in Brazil. INFECTION GENETICS AND EVOLUTION, v. 54, p. 4-6, OCT 2017. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.