Busca avançada
Ano de início
Entree

O processo de entrevista familiar para doação de órgãos e tecidos para transplante sob o enfoque da bioética principialista, do cuidado e da virtude

Processo: 15/23119-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 15 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 14 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Pesquisador responsável:Marcelo José dos Santos
Beneficiário:Marcelo José dos Santos
Anfitrião: Lidia Feito Grande
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad Complutense de Madrid (UCM), Espanha  
Assunto(s):Transplantes   Bioética

Resumo

Os progressos científico, tecnológico e organizacional têm colaborado para o aumento mundial do número de transplantes de órgãos e tecidos permitindo que inúmeras pessoas possam beneficiar-se dessa terapêutica. No entanto, o número insuficiente de doadores para atender à crescente demanda de pacientes em lista de espera passou a ser o maior obstáculo para a realização desse procedimento. A falta de órgãos reflete não apenas um déficit de potenciais doadores, mas, também, e principalmente, falha no processo de doação de órgãos e tecidos, evidenciada pela reduzida conversão de potenciais doadores em doadores efetivos. Vários fatores contribuem para a não efetivação da doação, no entanto, a entrevista familiar quando realizada de forma inadequada é apontada como a principal razão. A entrevista familiar é definida como uma reunião entre os familiares do potencial doador e um ou mais profissionais da equipe de captação, ou outro profissional treinado, a fim de informar esses parentes sobre a possibilidade da doação. O complexo processo de entrevista envolve aspectos relativos à dimensão técnica, legal, política e ética. A dimensão ética abrange, dentre outros, aspectos referentes à autonomia, beneficência, não maleficência, justiça, bem como, veracidade, privacidade, confidencialidade, fidelidade, virtudes, entre outros. A discussão envolvendo o consentimento para a doação é um dos pilares fundamentais no estudo bioético dos transplantes de órgãos. Assim, o objetivo deste trabalho é analisar o processo de entrevista familiar sob o enfoque da bioética principialista, da virtude e do cuidado e a partir da análise desta, alicerçar o currículo do curso de formação de coordenador intra-hospitalar de doação de órgãos e tecidos para transplante que possui a ética em doação e transplante como uma de suas diretrizes conforme estabelece a Portaria GM 1262 de 16 de junho de 2006.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DOS SANTOS, MARCELO JOSE; FEITO, LYDIA. Family perspectives on organ and tissue donation for transplantation: A principlist analysis. NURSING ETHICS, v. 25, n. 8, p. 1041-1050, DEC 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.