Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de sistemas teranósticos a base de ZnO e nanocápsulas lipídicas

Processo: 14/26671-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 15 de junho de 2016
Vigência (Término): 14 de junho de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Leila Aparecida Chiavacci Favorin
Beneficiário:Leila Aparecida Chiavacci Favorin
Anfitrião: Jean-Pierre Benoit
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université d'Angers, França  
Assunto(s):Diagnóstico por imagem

Resumo

A liberação específica de princípios ativos representa um grande desafio para o tratamento de diversas doenças, em particular o câncer. As moléculas ativas devem ser capazes de vencer barreiras que as separam do sítio de administração ou do local de ação desejado. A concepção de nanosistemas capazes de transportar o princípio ativo, de melhorar a sua distribuição e de limitar os efeitos colaterais, representa um importante avanço na vetorização de certas moléculas. A pesquisa mais inovadora está na concepção de sistemas "teranósticos" que combinam uma função diagnóstica, graças à imagem, e uma função terapêutica, graças à vetorização de um princípio ativo. O objetivo desse projeto é desenvolver nanocapsulas lipídicas pelo método de inversão de fases de conhecida eficiência na liberação controlada e vetorização de fármacos que contenham pontos quânticos a base de óxido de zinco para uso simultâneo em diagnóstico por imagem e no transporte de moléculas biologicamente ativas. Pretende-se ainda dopar os pontos quânticos a base de ZnO com Mg e Gd. A inserção de diferentes cátions metálicos pode otimizar a propriedade luminescente (Mg) e ainda, conferir aos pontos quânticos de ZnO propriedades magnéticas características de agentes de contraste para imagem por ressonância magnética (Gd), permitindo assim combinar dois tipos de imagem, a fluorescente e a por ressonância magnética. Os objetivos acima propostos enquadram-se no contexto do projeto atualmente apoiado pela FAPESP, projeto n°2013/257117 intitulado "Desenvolvimento de sistemas nanoestruturados contendo pontos quânticos a base de ZnO para aplicação em diagnóstico por imagem e vetorização de fármacos" e consiste numa complementação dos objetivos propostos anteriormente. Dessa forma, durante o estágio no exterior pretende-se avaliar a eficiência dos pontos quânticos desenvolvidos durante a primeira etapa do projeto FAPESP 2013/25711-7 no diagnóstico por fluorescência e por ressonância magnética nuclear. Para isso, a expertise (além da gama de equipamentos disponíveis no mesmo centro de pesquisa) do grupo francês na realização da síntese das nanocápsulas e na caracterização dos sistemas teranósticos (nanocasulas+QDs) por técnicas como microscopias, testes "in vitro" de internalização celular e de diagnóstico por imagem in vivo em pequenos animais, é de extrema importância para o desenvolvimento deste projeto de pesquisa.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.