Busca avançada
Ano de início
Entree

Ativação indireta da expressão gênica regulada pela triiodotironina em linhagens celulares de adenocarcinoma mamário

Processo: 15/21575-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Sandro José Conde
Beneficiário:Beatriz Caroline de Moraes
Instituição-sede: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). Campus São Roque. São Roque , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias mamárias   Expressão gênica

Resumo

Sabe-se que status hormonal da paciente é importante para a proliferação e tratamento do câncer de mama (CaM). Quanto ao hormônio tireoidiano (T3), apesar dos estudos epidemiológicos contraditórios em relação a sua influência no câncer de mama, estudos laboratoriais demonstram sua capacidade de aumentar a proliferação de células de CaM com receptor de E2 (ER) positivo. Embora o T3 exerça muitas ações pela regulação genômica clássica da transcrição gênica, ações não genômicas dos hormônios tireoidianos são descritas na membrana plasmática, no citoplasma e em organelas celulares. Recentemente foi demonstrado que alguns genes (AREG, FBLN1, CLDN6, TGFA) foram estimulados pelo T3 nas células MCF-7, incluindo o receptor de hormônio tireoidiano - alpha. Pretende-se então elucidar melhor a via de ação dos hormônios tireoidianos na ativação gênica desses alvos em linhagens celulares de adenocarcinoma de mama. Metodologia: Linhagens celulares de câncer de mama MCF-7 serão plaqueadas em intervalos de tempo de 10 minutos, 30 minutos, 1 hora e 48 horas com Ciclohexamida (50 mM), T3 (10-8M) e T3 (10-8M) + Ciclohexamida (50 mM). Os tratamentos empregados serão realizados em triplicata e com um tratamento controle. Após os tratamentos, será realizada a quantificação da expressão gênica de THRA (Receptor de Hormônio Tireoidiano - alpha), um gene com expressão alterada tanto em tumores primários quanto em linhagens celulares de adenocarcinoma de mama. Dessa forma, será possível, ao final do trabalho, determinar se a ação da triiodotironina sobre a expressão de um de seus receptores é causada de forma direta ou indireta (dependente da síntese proteica a priori) em linhagem celular de câncer de mama.