Busca avançada
Ano de início
Entree

Palha de sorgo sacarino e sorgo biomassa na formulação de novos compostos para o cultivo do cogumelo Pleurotus ostreatus

Processo: 15/16400-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Meire Cristina Nogueira de Andrade
Beneficiário:Otavio Augusto Pessotto Alves Siqueira
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e Sociais Aplicadas. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Cogumelos comestíveis   Fungos   Avaliação nutricional   Sorgo

Resumo

O Pleurotus ostreatus, popularmente conhecido como Shimeji ou Hiratake, é um cogumelo comestível com a capacidade de secretar enzimas especializadas em degradar materiais ricos em lignina e celulose, transformando esse composto em fonte nutricional para o seu desenvolvimento. Assim, diversos materiais já vêm sendo utilizados no preparo do composto para o cultivo de P. ostreatus, variando seus usos conforme a disponibilidade destes materiais nas diferentes regiões do país e época do ano. Porém, pouco se sabe a respeito do uso da palha de sorgo para esta finalidade. O sorgo é uma cultura anual, com alta capacidade de suportar estresse hídrico, além e resistir à baixa fertilidade do solo, o que o torna como uma boa alternativa para o cultivo de cogumelos. Além disso, a palha de cana-de-açúcar, um dos principais elementos utilizando no cultivo de cogumelos no estado de São Paulo, tem se tornado cada dia mais escassa, devido ao seu aproveitado pelas próprias indústrias como fonte energética, no abastecimento de caldeiras, fazendo com que os fungicultores tenham dificuldades na obtenção deste produto, e quando disponível o preço vem se tornando a cada dia mais inviável. Portanto, o presente projeto de pesquisa objetiva estudar a viabilidade de uso da palha de sorgo sacarino e sorgo biomassa na formulação de novos compostos para o cultivo do P. ostreatus, levando-se como critérios de avaliação a caracterização química dos substratos, a perda de matéria orgânica, a eficiência biológica, bem como a caracterização nutricional dos cogumelos. (AU)