Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento da metilação global no desenvolvimento da inflamação alérgica pulmonar em ratos desnutridos durante o período gestacional, em diferentes idades

Processo: 15/23026-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Desnutrição e Desenvolvimento Fisiológico
Pesquisador responsável:Maristella de Almeida Vitta Landgraf
Beneficiário:Ana Paula Almeida Ramos
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/51104-8 - Mecanismos envolvidos na redução da resposta inflamatória pulmonar aguda e alérgica, em ratos Wistar desnutridos intra-uterinamente, AP.JP

Resumo

Tem sido extensamente demonstrado que fatores ambientais adversos no período pré-natal causam modificações no padrão normal de crescimento e desenvolvimento do feto, levando a um fenótipo, na vida adulta, mais susceptível a doenças, como hipertensão, intolerância a glicose, resistência insulínica, hiperlipidemia, hiperinsulinemia, obesidade, doença pulmonar obstrutiva crônica, entre outros. De fato, a falha no suprimento materno-placental em satisfazer as necessidades nutricionais do feto acarreta uma série de adaptações fetais, e podem induzir mudanças permanentes na estrutura corpórea e no metabolismo. Embora estas adaptações sejam benéficas a curto prazo, as mudanças permanentes por elas causadas levam a doenças cardiovasculares e metabólicas na vida adulta. Em trabalhos anteriores, nosso grupo demonstrou que a desnutrição intrauterina global acarretou, em ratos Wistar, hipocelularidade na medula óssea e no sangue periférico. Além disso, a redução na expressão de moléculas de adesão, de elementos na matriz extracelular e na geração de mediadores inflamatórios, causou redução na migração de leucócitos nestes animais. Neste mesmo modelo, também observamos redução da inflamação alérgica pulmonar induzida por ovalbumina. Contudo, neste modelo, esta deficiência mostrou-se idade-dependente. Considerando que os mecanismos epigenéticos são cruciais na resposta celular ao ambiente e a estímulos endógenos, pois contribuem para a estabilidade da estrutura da cromatina, para a integridade do genoma, para a modulação da expressão de genes tecido-específicos, entre outros, nós formulamos a hipótese que mecanismos moleculares, incluindo as alterações epigenéticas decorrentes da desnutrição global durante todo o período gestacional estejam envolvidos no atenuamento da resposta inflamatória alérgica, observada nestes animais. Para tanto, nós propomos o estudo destes mecanismos em um modelo clássico de desnutrição in utero (caracterizado pela redução em 50% da ração durante todo o período gestacional) e a utilização de técnicas atuais que propiciem respostas tanto à nossa hipótese quanto aos objetivos associados. Então, para aprofundamento dos mecanismos envolvidos neste processo, ratos nutridos e desnutridos in utero, com 8 e 12 semanas de idade serão submetidos a um modelo crônico de inflamação alérgica pulmonar. A caracterização da resposta inflamatória pulmonar aguda será efetuada pela análise do infiltrado de células inflamatórias no lavado broncoalveolar (BAL) e na região peribronquial, bem como pela dosagem de citocinas e mediadores lipídicos no tecido pulmonar. Para avaliar o impacto da metilação global sobre o desenvolvimento da inflamação alérgica pulmonar neste modelo de desnutrição in utero, analisaremos o padrão pulmonar de metilação global do DNA e a distribuição e a expressão gênica e protéica da DNMT1 no tecido pulmonar em ratos nutridos e desnutridos in utero, com 8 e 12 semanas de idade.