Busca avançada
Ano de início
Entree

Terapia imunossupressora em pacientes infectados pelo HIV submetidos a transplante renal: metanálise de série de casos

Processo: 15/03055-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Ricardo Augusto Monteiro de Barros Almeida
Beneficiário:Matheus Esteves Pelicer
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Imunossupressores   HIV   Infectologia   AIDS   Insuficiência renal crônica   Transplante de rim

Resumo

A prevalência de doença renal crônica (DRC) varia de 7,2% a 32,6% em pessoas vivendo com o HIV/aids (PVHA). Os fatores de risco específicos para DRC em PVHA são raça negra, presença de proteinúria, história familiar de nefropatia, alta carga viral, baixa contagem de linfócitos TCD4+, diabetes e hipertensão arterial. Somam-se idade avançada, tabagismo, infecção crônica e obesidade, encontrados em pessoas não infectadas pelo HIV. Três situações seriam as principais: nefropatia do HIV (e demais glomerulopatias associadas); nefrotoxicidade por medicamentos e procedimentos, e DRC ocasionada ou agravada por comorbidades. Até há cerca de uma década, a infecção pelo HIV era contraindicação absoluta para transplantes de órgãos. Estudos recentes sugerem que o transplante renal (TxR) é viável em PVHA adequadamente selecionadas. Apesar de bastante efetivos, os TxRs em PVHA apresentam dificuldades importantes. A maioria dos estudos relatam incidências mais elevadas de rejeição aguda, chegando a mais de 50%. Fatores imunológicos e farmacológicos teriam grande influência. A literatura atual mostra que o melhor esquema imunossupressivo para os TxRs em PVHA ainda não foi identificado. Portanto, devido à relevância do tema e a ausência de ECRs, o objetivo do estudo será identificar, através de metanálise proporcional de série de casos, os esquemas de imunossupressão mais efetivos e seguros em PVHA submetidos a TxR. Serão incluídos estudos de série de casos que tenham avaliado qualquer esquema de imunossupressão utilizado em PVHA submetidos a TxR. Serão considerados pacientes de ambos os sexos, sem restrição de raça ou idade, infectados pelo HIV e submetidos a TxR. Os desfechos de interesse serão mortalidade, sobrevida do enxerto, episódios de rejeição aguda e crônica, complicações infecciosas gerais, complicações não infecciosas e curso clínico e laboratorial da infecção pelo HIV. A pesquisa em bases de dados será realizada através das fontes: MEDLINE (1966 até o presente), EMBASE (1980 até o presente) e LILACS (1982 até o presente). Dois revisores irão independentemente selecionar os estudos identificados pelas bases de dados. Será utilizado um formulário padrão para extrair as informações relevantes dos estudos. Serão realizadas metanálises proporcionais de série de casos comparando a ocorrência dos desfechos em diferentes esquemas de imunossupressão por meio do software StatsDirect. Análises de subgrupo serão realizadas, quando possível. Gráficos de funil (funnel plots) serão realizados para investigar possibilidade de viés de publicação.