Busca avançada
Ano de início
Entree

A assinatura espacial do endométrio: distribuição da atividade secretória e composição do histotrofo em fêmeas bovinas de corte

Processo: 15/21831-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Mario Binelli
Beneficiário:Nathália Souza Gomes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/03226-4 - Assinaturas da receptividade, AP.TEM
Assunto(s):Endocrinologia   Expressão gênica   Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular   Endométrio   Embriogênese animal   Eficiência reprodutiva animal   Bovinos de corte

Resumo

Durante a gestação em bovinos, o período pré-implantacional é crítico, uma vez que o desenvolvimento do concepto é inteiramente dependente do ambiente intrauterino. Proteínas, carboidratos, lipídios, fatores de crescimento e íons, sintetizados e secretados pelas glândulas endometriais e que compõem o histotrofo influem na manutenção do concepto até momento da implantação. Isso indica que o tecido uterino é essencial para promover um ambiente ótimo para o desenvolvimento embrionário pré-implantacional. Durante essa fase, o funcionamento uterino encontra-se sob controle endócrino dos esteroides ovarianos estradiol (E2) e progesterona (P4). A P4, por exemplo, influencia na expressão gênica endometrial durante o início do desenvolvimento embrionário e, assim, é capaz de alterar a composição do histotrofo. Além disso, sabe-se que o aporte de E2 e P4 ao longo do trato reprodutivo é regulado espacialmente. A atual pesquisa propõe que o padrão de distribuição de E2 e P4 no útero apresenta efeitos na transcrição de genes e, assim, modulam o aporte nutricional ao concepto no início do diestro (dia 7). É de grande interesse relacionar diferenças espaciais na abundância de transcritos no endométrio com diferenças na composição do espacial do histotrofo. Vacas Nelore multíparas foram sincronizadas e abatidas no dia 7 após o estro, os tratos reprodutivos foram isolados e amostras de endométrio e lavados uterinos (representativos do histotrofo) foram coletadas nas regiões cranial, medial e caudal de cada corno uterino. Será investigada a distribuição espacial de transcritos relacionados com a sinalização intracelular dos hormônios esteroides e a atividade de secreção no tecido endometrial, bem como a abundâcia de proteínas específicas nos lavados de cada região. Dessa forma será possível estabelecer se ocorre associação entre a 'assinatura transcriptômica espacial' do endométrio e a composição das secreções uterinas. Supõe-se que tal associação ocorre e que é fundamental para o controle dos mecanismos moleculares responsáveis pela sobrevivência embrionária, sucesso gestacional e desempenho reprodutivo da fêmea bovina.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SPONCHIADO, MARIANA; GOMES, NATHALIA SOUZA; FONTES, PATRICIA KUBO; MARTINS, THIAGO; DEL COLLADO, MAITE; PASTORE, ATHOS DE ASSUMPCAO; PUGLIESI, GUILHERME; GOUVEIA NOGUEIRA, MARCELO FABIO; BINELLI, MARIO. Pre-hatching embryo-dependent and -independent programming of endometrial function in cattle. PLoS One, v. 12, n. 4 APR 19 2017. Citações Web of Science: 26.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.