Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlatos eletrofisiológicos de relações de equivalência em idosos

Processo: 15/22947-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Natalia Maria Aggio
Beneficiário:Tais Francine de Rezende
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento cognitivo   Idosos   Equivalência de estímulos   Processos eletrofisiológicos   Categorização   Análise do comportamento   Tomografia computadorizada

Resumo

Observando-se o crescimento acelerado da população idosa no Brasil e a escassez de investigações em Análise do Comportamento a respeito de aspectos cognitivos do envelhecimento, o presente estudo pretende avançar em uma linha de pesquisa recente dentro da Analise do Comportamento, a qual permite avaliar aspectos cognitivos dos participantes por meio de seu registro eletrofisiológico enquanto realizam tarefas que envolvem estímulos de classes de equivalência. Para tanto propõe-se a replicação do estudo realizado por Bortoloti, Pimentel e de Rose (2014) com participantes entre 60 e 70 anos e sem comprometimento cognitivo. Na Fase 1 do estudo serão ensinadas de duas classes de equivalência por meio de tentativas computadorizadas de delayed-matching-to-sample. Cada classe será constituída por quatro estímulos familiares (quatro faces alegres ou quatro faces raivosas) que se alternarão como estímulos do conjunto A, e quatro estímulos abstratos. Concluída a Fase 1, será iniciada a Fase 2 em que será realizado o registro da atividade eletrofisiológica dos participantes enquanto os mesmos realizam uma tarefa computadorizada de categorização semântica, que consistirá em identificar se os pares de estímulos apresentados possuem relação ou não. Os desempenhos dos participantes na formação das classes de equivalência e na tarefa de categorização semântica serão analisados individualmente. Serão considerados pares com relação aqueles que fizerem parte da mesma classe de equivalência, e pares não relacionados aqueles que classes diferentes. Serão analisados os dados de formação de classes de equivalência, desempenho nas tarefas de categorização semântica, assim como médias dos potencias evocados.