Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da modulação autonômica cardíaca de pacientes com insuficiência cardíaca sistólica e prática regular de atividade física

Processo: 15/18987-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Meliza Goi Roscani
Beneficiário:Márcio Junior Ventura Martins
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Remodelação ventricular   Atividade física   Sedentarismo   Cardiologia

Resumo

Introdução: A prática de exercício físico (EF) tem apresentado efeitos benéficos na qualidade de vida e capacidade funcional de pacientes com insuficiência cardíaca (IC), independente do valor da fração de ejeção ventricular esquerda (FEVE). Acredita-se que isso se deva não pela melhora na FEVE, mas sim por alterações periféricas que promovam vasodilatação arterial, redução da pós-carga ventricular e melhor modulação autonômica. Como ainda há controvérsia dos mecanismos envolvidos nessa melhora promovida pela atividade física em pacientes com IC, formulamos a hipótese de que indivíduos sedentários com FEVE reduzida apresentam pior resposta autonômica quando comparados a indivíduos com comportamento não sedentário. Objetivos: Comparar a modulação autonômica cardíaca de pacientes com comportamento ativo e sedentário e insuficiência cardíaca sistólica. Metodologia: Estudo prospectivo transversal em pacientes com IC com FEVE inferior a 50%, sendo compostos dois grupos, sedentários (S) e não sedentários (NS) a partir da aplicação do questionário IPAQ. Serão realizadas avaliação física e clínica, avaliação da modulação autonômica cardíaca e aplicação de questionário de qualidade de vida SF-36. Análise estatística: será realizada através de T simples para comparação entre grupos e regressão linear simples para comparação de variáveis diferentes no mesmo grupo. Resultados esperados: espera-se encontrar correlação entre disfunção na regulação autonômica cardíaca, sedentarismo e piora qualidade de vida. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)