Busca avançada
Ano de início
Entree

Arqueologia das paisagens Jê do Sul do Brasil e sistemas de informação geográfica (SIG)

Processo: 14/07754-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Convênio/Acordo: AHRC, UKRI
Pesquisador responsável:Paulo Antônio Dantas de Blasis
Beneficiário:Rafael Corteletti
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/51328-3 - Jê landscapes of Southern Brazil, AP.TEM
Assunto(s):Ceramistas   Sistema de informação geográfica (SIG)   Arqueologia da paisagem

Resumo

O bolsista PD administrará o banco de dados de informação geográficas (SIG) do projeto Jê Landscapes of southern Brazil: Ecology, History and Power in a transitional landscape during the Late Holocene. O banco de dados será montado a partir da consulta de projetos de arqueologia acadêmica e de arqueologia preventiva depositados em arquivos do IPHAN (nas superintendências de Florianópolis, Brasília e Rio de Janeiro) e da alimentação de dados gerados pelo próprio Projeto nas 4 áreas de pesquisa arqueológica intensiva. Sempre que possível, serão incluídos dados de tamanho de sítio, forma e tipo de engenharia de terra e a cultura material correspondente. Essas informações serão organizadas, re-avaliadas e processadas através da construção de um inédito banco de dados integrado em uma base SIG (administrada no software ArcGIS). Pela primeira vez será produzido um mapa básico da distribuição de sítios ao longo da região do Projeto, com informação padronizada de tipo, forma e tamanho dos sítios. Num nível regional serão produzidos mapas detalhados para analisar a distribuição de sítios em função de variáveis como fontes de recursos, hidrografia, tipos de solo e topografia, no sentido de produzir correlações estatísticas entre localização dos sítios, estruturas dos sítios (tipo, tamanho, forma) e a articulação com outros sítios próximos. Isto permitirá acessar informações como: 1. Em que medida variáveis locais influenciaram a localização dos assentamentos, a organização das comunidades e a diversidade da cultura material; e 2. Explorar padrões espaciais de distribuição dos assentamento em lugares de habitação ou em lugares de ritual, como por exemplo, alinhamentos, orientação, intervisibilidade acumulada, caminhos potencias de circulação no território, entre outras análises de geoprocessamento. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.