Busca avançada
Ano de início
Entree

AS ESTRUTURAS E AS IMPONDERÁVEIS INTEMPÉRIES: Um estudo sobre a hegemonia e a contra-hegemonia característicos de projetos políticos a partir da revista Veja (1985-2015)

Processo: 15/11224-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Comportamento Político
Pesquisador responsável:Rosemary Segurado
Beneficiário:Tathiana Senne Chicarino
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Sociais. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50987-3 - Lideranças políticas no Brasil: características e questões institucionais, AP.TEM
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:escândalos políticos | lideranças políticas | Projeto Político | revista Veja | mídia e política

Resumo

Na presente pesquisa objetivamos compreender a existência de projetos e suas respectivas lideranças políticas no intervalo temporal de 1985 a 2015, a partir da análise do discurso político-midiático da revista Veja que está ancorado também em um projeto político erigido durante a transição democrática. Para tanto, partiremos da premissa de que o projeto político hegemônico quando da derrocada do regime militar nos relegou uma herança que se transmuta em uma cultura política de conciliação e abafamento do conflito de classes e foi assimilada discursivamente em um conformismo histórico (uma acomodação passiva e tecnicista da política e de seus desdobramentos) que, ao contrário do possível histórico, que pode carregar algum tipo de conteúdo emancipador e/ou utópico, faz solapar a alteridade se tornando impenetrável a uma politização existencial no sentido de aprofundamento da democracia e de adensamento da participação popular nas decisões do Estado. A hipótese orientadora da pesquisa é a de que a produção de escândalos políticos por parte da revista Veja se dá pari passu aos valores e às estratégias de ação contidas em seu próprio projeto político-midiático que está calcado em um liberalismo político capaz de combinar um conservadorismo, no sentido de manutenção do status quo, com uma democracia instrumental no espectro ideológico da direita. Empiricamente nos deteremos à análise sistemática dos principais escândalos políticos-midiáticos do período, tendo como fontes empíricas primárias as informações dispostas no site Rede de Escândalos da própria revista, bem como a análise de 1620 de suas edições: da edição 852 de 02/01/1985 até a última edição de dezembro de 2015. Sendo que esta não é apenas uma estratégia metodológica, mas, sobretudo por uma escolha epistemológica, por serem fatos sociais de acordo com Thompson (2002, mas também porque pelos referenciais teóricos de Gramsci (1968) e dos historiadores da Escola dos Annales (2005) consideramos os escândalos políticos-midiáticos como momentos conjunturais dentro de um processo de longa duração caracterizado pela reprodução de certa hegemonia.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)