Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem ecológica da dispersão larval de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae) em algodão Bt: implicações para evolução e manejo da resistência

Processo: 15/20380-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 03 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Wesley Augusto Conde Godoy
Beneficiário:José Bruno Malaquias
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/16609-7 - Abordagem multi e interdisciplinar para compreender padrões espaço-temporais de insetos praga e delinear paisagens para manejo sustentável de pragas em sistemas agrícolas tropicais, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):17/05953-7 - Modelagem Ecológica da Evolução da Resistência de Spodoptera frugiperda em Algodão Bt Mediante Contaminação de Sementes e Aumento de Temperatura, BE.EP.DR
Assunto(s):Entomologia   Ecologia aplicada

Resumo

A demanda por informações de forma sistematizada sobre a ecologia de pragas-alvo de plantas transgênicas tem aumentado nas últimas décadas em função do crescente interesse por essa nova tecnologia no manejo de pragas. Informações dessa natureza viabilizam a otimização do manejo regional da resistência dentro do conceito de controle populacional de pragas em grandes áreas. A mobilidade de larvas em agroecossistemas quando na ocorrência de contaminação das sementes em plantios de culturas Bt - de forma intencional ou não intencional - tem sido alvo de estudo por diversos pesquisadores, todavia informações sobre a mobilidade de lagartas em condições tropicais ainda são escassas. Nessas condições é possível que lagartas com algum nível de tolerância ao algodão Bt, ao iniciarem a alimentação em plantas de algodão não-Bt possam se dispersar e se alimentar de plantas de algodão Bt. Assim sobreviveriam, chegando à fase adulta e produzindo descendentes, aumentando a probabilidade de ocorrência de indivíduos que possuem alelo da resistência com uma frequência maior do que esperado. Além disso, altas temperaturas têm efeito decrescente na expressão das toxinas Bt. O cenário acima descrito cria oportunidade para testes de hipóteses sobre aspectos comportamentais associados em Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae). A sustentação das hipóteses está condicionada a realização de estudos focados no comportamento alimentar da praga em condições de campo e de laboratório, de forma a permitir a inserção de componentes de modelagem computacional para estudar a dinâmica espacial das larvas. Essa proposta está vinculada ao projeto temático "Abordagem multi e interdisciplinar para compreender padrões espaço-temporais de insetos-praga e delinear paisagens para manejo sustentável de pragas em sistemas agrícolas tropicais".

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.