Busca avançada
Ano de início
Entree

"Viado aqui não mora": fluxos de deslocamento de identidades sexuais a partir de uma favela de São Paulo

Processo: 15/14620-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Wagner Xavier de Camargo
Beneficiário:Gislene de Oliveira Rodrigues
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Identidade sexual   Homossexuais   Minorias sexuais   Heteronormatividade   Favelização   Pobreza   São Paulo

Resumo

Nos últimos sessenta anos houve um processo acelerado e agressivo de urbanização em algumas importantes cidades brasileiras, o que gerou o fenômeno da "favelização". Este projeto tem particular interesse nas "sexualidades dissidentes" que habitam ditas favelas. Dito de outro modo, o objetivo aqui é etnografar a vida e a existência de indivíduos que desafiam e resistem a todo tempo tais ambientes heteronormativos e observar as negociações estabelecidas por eles no meio social e familiar no que diz respeito às suas sexualidades. Portanto, se pergunta: em que medida, a partir desse cenário instituído e no caso de uma favela do sul da cidade de São Paulo, a heteronormatividade instituída e a abjeção a tais corpos/sexualidades dissidentes implicam a transferência desses indivíduos para outras localidades de São Paulo - zonas "centrais" ou "bairros nobres" - em busca da possibilidade de efetivar uma subjetividade homossexual/transexual? E mais: o que significa esse deslocamento no constituir-se "sujeito pleno" na explicitação de seus direitos/desejos sexuais?