Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos do exercício físico e da suplementação de ferro na atividade locomotora de um modelo animal de Síndrome das Pernas Inquietas

Processo: 15/09490-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Andrea Maculano Esteves
Beneficiário:Paulo Daubian Rubini dos Santos Nosé
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Assunto(s):Distúrbios do sono   Exercício físico   Modelos animais   Ferro

Resumo

A Síndrome das Pernas Inquietas (SPI) é uma patologia multifatorial, onde cerca de 1/3 de seus casos é secundário a outras condições, tal como a gravidez. Dentre os tratamentos não farmacológicos, a prática do exercício físico e a suplementação de ferro vêm sendo utilizadas na redução dos sintomas da SPI em humanos. A presença da SPI em ratas prenhas foi recente demonstrada em um estudo realizado pelo nosso grupo, no entanto a avaliação dos efeitos do tratamento não farmacológicos (exercício físico e dieta de suplementação de ferro) ainda não foi analisada nesse modelo animal. Assim, o objetivo principal do presente estudo é avaliar os efeitos do exercício físico e da suplementação alimentar de ferro na atividade locomotora de ratas prenhas. Além disso, uma vez que a fisiopatologia da SPI apresenta o envolvimento do sistema dopaminérgico, verificaremos se existe alguma alteração da expressão dos receptores dopaminérgicos após a prática do exercício físico. Para a realização deste estudo serão utilizadas ratas Wistar com 60 dias de idade. Os animais serão distribuídos em 4 grupos: Controle (Não prenha e prenha), Exercício Físico prenha, Suplementação de Ferro prenha e Exercício Físico e Suplementação de Ferro prenha. Todas as ratas dos grupos P e NP serão submetidas a testes de Adaptação ao ambiente do campo aberto (Open-Field), que será utilizado para avaliar o comportamento locomotor. Uma semana após a adaptação, as ratas serão submetidas novamente ao campo aberto por 10 minutos, que constituirá na Avaliação Basal. Todos os testes serão realizados entre 9h e 11h. Após a avaliação basal, todas as ratas do grupo P serão submetidas à presença do macho para a indução da prenhez, e quando prenhas serão avaliadas no campo aberto nos dias 3, 10 e 17 e 21 da prenhez. As ratas do grupo suplementação de Fe serão submetidas à dieta durante todo o período de prenhes e as ratas do grupo exercício físico realizarão sessões controladas de exercício físico (natação) 6 vezes por semana até o 20º dia de prenhez. As ratas NP também serão avaliadas no campo aberto no mesmo dia que as ratas prenhas do seu respectivo grupo. Por fim, a expressão de dopamina e seus receptores, e a expressão de hepicidina serão quantificados e correlacionados com a prática do exercício físico e com a suplementação de ferro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.