Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da casca de jaboticaba liofilizada (Myrciaria spp.) em marcadores de autofagia no tecido adiposo de camundongos

Processo: 15/20766-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Mário Roberto Maróstica Junior
Beneficiário:Andressa Mara Baseggio
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Compostos bioativos   Transdução de sinais   Obesidade   Autofagia

Resumo

A obesidade, caracterizada pelo acúmulo excessivo de tecido adiposo corporal, é uma enfermidade complexa e multifatorial e considerada uma pandemia Dentre os mecanismos fisiopatológicos da doença, sabe-se a hipertrofia deste tecido desencadeia um quadro de inflamação crônica de baixo grau, com consequências sistêmicas. Estas alterações, geradas pelo aumento do stress celular, podem ser verificadas pelo aumento de diferentes citocinas inflamatórias, em plasma ou tecido. Alterações moleculares importantes também são vistas na obesidade, por meio da modulação de processos celulares; um destes processos chama-se autofagia, um mecanismo de degradação fundamental a homeostase e com efeitos distintos em diferentes células. No tecido adiposo, o aumento da autofagia está relacionado a hipertrofia dos adipócitos, ao grau de obesidade e a inflamação sistêmica. Contudo, o inverso é observado no fígado, onde o aumento da autofagia parece contribuir na redução da doença hepática gordurosa não-alcóolica (consequência da obesidade). Desta forma, a investigação de compostos que possam contribuir na modulação favorável deste processo torna-se fundamental na busca de estratégias de combate a obesidade. Neste cenário, inserem-se os benefícios do consumo das substâncias bioativas presentes em alimentos. A jabuticaba (Myrciara spp.), fruta nativa brasileira é rica em flavonoides em sua casca, o que resulta em efeitos positivos à saúde, como a redução do stress oxidativo, da peroxidação lipídica e benefícios cardiovasculares. Assim, o objetivo deste estudo é avaliar o efeito da casca de jabuticaba liofilizada sob a modulação do processo autofágico induzido por dieta em camundongos. Para tal, será realizada análise de composição química da casca de jabuticaba liofilizada e análise de potencial antioxidante da mesma. Para o ensaio biológico, quarenta camundongos machos C57BL6 serão divididos em 4 grupos experimentais: um grupo recebendo dieta normolipídica (n=10), um grupo dieta hiperlipídica (n=10), outro grupo dieta normolipídica com suplementação de 4% de casca de jabuticaba (n=10) e por fim, outro grupo recebendo dieta hiperlipídica com suplementação de 4% de casca de jabuticaba (n=10), por quatro semanas. Ao fim deste período, os animais serão eutanasiados. O sangue portal será coletado para realização de teste de ELISA (anticorpos TNF- ± e MCP-1), enquanto os tecidos adiposos (epididimal e inguinal) coletados para realização da análise de duas proteínas regulatórias da autofagia, LC3 e Beclin-1, por meio do teste Western Blot. Para o fígado será realizada análise histológica.

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

Solicitação em análise e dentro do prazo legal de sigilo previsto na legislação BR1020170054624 - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) . Solicitação em análise e dentro do prazo legal de sigilo previsto na legislação - 17 de março de 2017

 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.