Busca avançada
Ano de início
Entree

Hidrogéis de poloxamer-ácido hialurônico como sistemas para liberação de sulforafano no tratamento da osteoartrite

Processo: 15/14763-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Daniele Ribeiro de Araujo
Beneficiário:Mônica Helena Monteiro Do Nascimento
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/14457-5 - Carreadores baseados em lipídios (SLN/NLC e lipossomas com gradiente iônico) como estratégia para aumentar a encapsulação e a potência de anestésicos locais, AP.TEM
Assunto(s):Nanobiotecnologia   Ácido hialurônico   Osteoartrite   Hidrogéis

Resumo

O Sulforafano (SFN) é um membro da família dos isotiocianatos conhecido por ter ação anti-inflamatória, bem como propriedades anti-cancerígenas. Estudos têm relatado que o SFN possui atividade anti-artrítica e imuno-reguladora, inibindo a hiperplasia sinovial e a proliferação das células T ativadas. Estes resultados ressaltam a possibilidade do uso terapêutico de SFN para o tratamento da osteoartrite (OA). A OA é uma doença crônica e degenerativa que acomete comumente as articulações de sustentação de peso, onde o tratamento visa o alívio da dor, do processo inflamatório, da rigidez articular e o bloqueio da perda óssea. A terapia local, tal como a injeção intra-articular é uma das medidas eficazes para aliviar os sintomas e evitar a progressão da OA. Embora o uso da agulha não seja eliminado do esquema farmacoterapêutico, a injeção intra-articular favorece a permanência do fármaco no local de ação, minimizando assim os efeitos tóxicos sistêmicos dos fármacos administrados na forma convencional (como a via oral, por exemplo). Dessa forma, a associação das propriedades termorreversíveis inerentes aos poloxamers e a biocompatibilidade/biodegradabilidade do ácido hialurônico, favoreceria o desenvolvimento de formulações farmacêuticas osteotrópicas para um novo fármaco, como o sulforafano. Portanto, esta proposta visa preparar, caracterizar e avaliar a biocompatibilidade e a eficácia in vitro dos hidrogéis híbridos poloxamer-ácido hialurônico como sistemas para liberação intra-articular de sulforafano, para o tratamento da (OA). A caracterização físico-química dos sistemas será realizada com relação ao diâmetro micelar, temperatura e termodinâmica do processo de micelização, temperatura de transição sol-gel, propriedades reológicas, dissolução e liberação in vitro. A biocompatibilidade e a eficácia in vitro serão avaliadas por meio de análises morfológicas e de viabilidade celular, bem como por meio da detecção de marcadores moleculares (colágeno tipo II, metaloproteinases de matriz tipos 1, 3 e 13, interleucina-10 e fator nuclear-KB) em condrócitos, mediante estimulação com interleucina 1-².

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NASCIMENTO, M. H. M.; FRANCO, M. K. K. D.; YOKAICHYIA, F.; DE PAULA, E.; LOMBELLO, C. B.; DE ARAUJO, D. R. Hyaluronic acid in Pluronic F-127/F-108 hydrogels for postoperative pain in arthroplasties: Influence on physico-chemical properties and structural requirements for sustained drug-release. International Journal of Biological Macromolecules, v. 111, p. 1245-1254, MAY 2018. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.