Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação entre abelhas Centris (Paracentris) Cameron e plantas produtoras de óleo do gênero Krameria

Processo: 16/00325-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Isabel Alves dos Santos
Beneficiário:William de Oliveira Sabino
Supervisor no Exterior: Daniel R. Papaj
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Arizona, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/01580-0 - Ecologia dè nidificação dè Centris (Paracentris) burgdorfi (Apidae, Centridini), BP.DR
Assunto(s):Ecologia de interações

Resumo

Abelhas são insetos estudados extensivamente, com uma grande variedade de informações publicadas anualmente. O gênero Centris Fabricius inclui cerca de 230 espécies de abelhas solitárias distribuídas desde a Argentina até o sul dos Estados Unidos. Espécies de Centris coletam óleo floral, um recurso usado para alimentar a larva e na construção das células de cria. O subgênero centris (Paracentris) Cameron, é mais comumente representado em regiões semi-desérticas, andinas e áreas xéricas da América do Norte ou no nordeste semi-árido do Brasil. A produção de óleo floral está presente em 11 famílias de plantas que ocorrem principalmente nas regiões tropicais e subtropicais do planeta. Para coletar, manipular e transportar lipídios florais as abelhas possuem estruturas especializadas nas suas pernas que suportam esse comportamento. Entretanto, algumas abelhas desse gênero perderam o comportamento de coletar óleo. Este é o caso de Centris (Paracentris) pallida, que ocorrem em simpatria com outras Centris (Paracentris) no Deserto de Sonoran, nos EUA. A proposta desse projeto é estudar a interação entre abelhas do subgênero Centris (Paracentris) com plantas do gênero Krameria, uma planta produtora de óleo que ocorre no Deserto de Sonoran, Arizona, EUA. Nossos dados encontrados no Brasil para Centris burgdorfi suportam a ideia de que Centris (Paracentris) possa ter preferência por flores de Krameria, mesmo quando outras plantas produtoras de óleo estão disponíveis no ambiente. Nossas questões são: (1) Quais plantas as espécies norte-americanas de centris (Paracentris) usam como recurso para alimentação das larvas (incluindo fontes polínicas)? (2) Os sinais olfatórios das flores são importantes para as abelhas encontrarem as plantas hospedeiras? (3) As estruturas coletoras de óleo são similares entre as espécies de Centris (Paracentris)? (4) Qual o valor nutricional da dieta nas células de cria em espécies com diferentes estratégias (espécies que coletam óleo vs espécies que não coletam óleo)?