Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial lipolítico do fungo filamentoso Aspergillus japonicus: caracterização e imobilização da lipase

Processo: 15/24564-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Ariela Veloso de Paula
Beneficiário:Bárbara Ribeiro Ferrari
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Imobilização   Caracterização   Biocatálise   Lipase

Resumo

A aplicação de enzimas em diferentes sínteses, visando à obtenção de produtos com alto valor agregado, é um dos campos mais promissores dentro da tecnologia enzimática. Nesse sentido, a exploração de novas técnicas para produção de enzimas leva à manipulação de diferentes microorganismos. Dentre as enzimas disponíveis, destaque especial é dado às lipases, biocatalisadores capazes de catalisar a hidrólise total ou parcial de triacilglicerídeos, atuando sobre as ligações ésteres presentes na molécula e promovendo a liberação de ácidos graxos e glicerol. Estas enzimas podem ser de origem animal, vegetal ou microbiana. Porém, do ponto de vista econômico e industrial, lipases de origem microbiana apresentam vantagens devido à maior facilidade de obtenção por processos fermentativos. Neste contexto, o presente projeto tem como objetivo produzir a lipase por cultivo submerso de Aspergillus japonicus DPUA1727. Após a produção a enzima será realizada a caracterização da lipase produzida quanto aos parâmetros cinéticos (Km e Vmáx), pH e temperatura ótimos, bem como estabilidade térmica e à estocagem. Em etapa posterior, a lipase de Aspergillus japonicus será imobilizada em diferentes suportes, selecionados com base na literatura, a fim de viabilizar a aplicação do biocatalisador em maior escala. Finalmente, o derivado imobilizado também será caracterizado, sendo possível avaliar o efeito da imobilização nas propriedades cinéticas do biocatalisador. A execução do projeto contribuirá para o desenvolvimento de tecnologias nacionais de processos enzimáticos.