Busca avançada
Ano de início
Entree

Scaffolds antimicrobianos baseados em esponja de Celulose/ nanopartículas de prata para aplicação na engenharia de tecidos

Processo: 15/23967-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Hernane da Silva Barud
Beneficiário:Thais Regina Bombarda
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Araraquara (UNIARA). Associação São Bento de Ensino. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Biomateriais   Nanopartículas de prata   Tecidos suporte

Resumo

Scaffold é uma matriz de estrutura tridimensional que serve como um "arcabouço" para regeneração tecidual, simulando uma matriz extracelular e regulando fatores que promovam a condução, diferenciação no crescimento e formação de tecido. Um scaffold ideal para a engenharia de tecidos deve possuir porosidade e propriedades de superfície adequadas, boas propriedades mecânicas de maneira a reconhecer os requisitos do tecido hospedeiro, contribuindo para adesão, proliferação e diferenciação celular, e formação de matriz extracelular. Nos últimos anos, materiais celulósicos tem se destacado devido as suas propriedades peculiares. Um destaque especial pode ser dado a celulose regenerada apresenta propriedades interessantes como biodegradabilidade e biocompatibilidade. As inúmeras possibilidades de modificação química da celulose somadas ao controle de seu processamento a partir do chamado processo viscose fazem com que esse material seja um scaffold promissor. Uma modificação importante possível de ser realizada em um scaffold tradicional a fim de melhorar suas funções e torná-lo mais eficiente, é fornecer a ele propriedades antimicrobianas. Entre os agentes antimicrobianos que podem ser adicionados à estrutura do scaffold, a prata (Ag) é um elemento químico de destaque. Nesse projeto serão preparados scaffolds antimicrobianos baseados em celulose regenerada modificados com nanopartículas de prata utilizando o processo hidrotérmico. As nanopartículas de prata serão adicionados com intuito de promover ação antimicrobiana aos scaffolds, e o processo hidrotérmico será utilizado pois trata-se de um processo "verde" para a síntese redução das nanopartículas. Os scaffolds de celulose regenerada/ nanopartículas de prata serão caracterizados por Análise Térmica (TG), Difração de Raios-X (DRX) e Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV). Também serão avaliados ensaios biológicos, a saber antibiograma envolvendo bactérias gram positivas e negativas e ensaio de citotoxicidade.