Busca avançada
Ano de início
Entree

Unindo culturas de oligodendrócitos humanos e disfunção do sistema glutamatérgico para compreender as bases moleculares da esquizofrenia

Processo: 15/23049-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Daniel Martins-de-Souza
Beneficiário:Caroline Brandão Teles Rodrigues
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08711-3 - Desenvolvimento de um teste preditivo para medicação bem sucedida e compreensão das bases moleculares da esquizofrenia através da proteômica, AP.JP
Assunto(s):Cérebro   N-metilaspartato   Glutamatos   Proteômica   Proteoma

Resumo

A esquizofrenia é uma doença mental crônica que pode atingir mais de 1% da população mundial, sendo seu desenvolvimento relacionado a fatores genéticos. Distúrbios cognitivos como atenção, memória e funções executivas são frequentemente observados em pacientes com a doença. O diagnóstico ainda é somente clínico e o único meio de manejo dos sintomas é através do uso de antipsicóticos, que possuem notáveis efeitos colaterais, isso muito por conta da falta de compreensão dos mecanismos moleculares da patologia. Estudos de proteoma, que investigam os níveis de expressão proteica da célula, bem como suas modificações pós-traducionais (fosfoproteoma), vem sendo utilizadas na identificação de biomarcadores candidatos à esquizofrenia, que podem ser úteis no diagnóstico, e tem proporcionado perspectivas sobre as bases moleculares da fisiopatologia da doença. Através destes estudos já se propôs, por exemplo, a disfunção dos oligodendrócitos, as células mielinizadoras do sistema nervoso central, na doença. O presente projeto objetiva caracterizar o proteoma e o fosfoproteoma de uma linhagem celular de oligodendrócitos humanos (células MO3.13) tratados com MK-801, um antagonista de receptores NMDA, dado o papel da transmissão glutamatérgica na esquizofrenia. Verificar-se-á ainda os efeitos da clozapina (medicamento antipsicótico) sobre tais células tratadas. Em posse dos resultados, objetiva-se fazer uma comparação com achados prévios em outras culturas de oligodendrócitos não tratados com o MK-801 e de estudos de proteoma de cérebros humanos coletados de pacientes com esquizofrenia, além de se investigar mais a fundo proteínas que se destaquem como possivelmente envolvidas no processo patogênico. O presente estudo contribuirá para o entendimento dos mecanismos moleculares envolvidos na patofisiologia da esquizofrenia, através da integração das vias bioquímicas e identificação de moléculas-chave para essa doença. Ademais, tais moléculas poderão ser estudadas separadamente, apontando novos alvos terapêuticos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NASCIMENTO, JULIANA M.; GARCIA, SHEILA; SAIA-CEREDA, VERONICA M.; SANTANA, ALINE G.; BRANDAO-TELES, CAROLINE; ZUCCOLI, GIULIANA S.; JUNQUEIRA, DANIELLE G.; REIS-DE-OLIVEIRA, GUILHERME; BALDASSO, PAULO A.; CASSOLI, JULIANA S.; et al. Proteomics and molecular tools for unveiling missing links in the biochemical understanding of schizophrenia. PROTEOMICS CLINICAL APPLICATIONS, v. 10, n. 12, SI, p. 1148-1158, . (14/14881-1, 15/23049-0, 14/21035-0, 13/08711-3, 16/04912-2)
CASSOLI, JULIANA S.; BRANDAO-TELES, CAROLINE; SANTANA, ALINE G.; SOUZA, GUSTAVO H. M. F.; MARTINS-DE-SOUZA, DANIEL. Ion Mobility-Enhanced Data-Independent Acquisitions Enable a Deep Proteomic Landscape of Oligodendrocytes. PROTEOMICS, v. 17, n. 21, . (14/14881-1, 13/08711-3, 15/23049-0, 14/10068-4)
BRANDAO-TELES, CAROLINE; DE ALMEIDA, VALERIA; CASSOLI, JULIANA S.; MARTINS-DE-SOUZA, DANIEL. Oligodendrocytes: Potential of Discovering New Treatment Targets. FRONTIERS IN PHARMACOLOGY, v. 10, . (14/14881-1, 17/25588-1, 15/23049-0, 14/10068-4, 17/18242-1)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RODRIGUES, Caroline Brandão Teles. Empregando a proteômica para compreender os mecanismos de ação dos antipsicóticos em oligodendrócitos humanos. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia Campinas, SP.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.