Busca avançada
Ano de início
Entree

Sobre a estruturação do espaço: a poética dos ritmos sociais nas apoikias gregas ocidentais

Processo: 16/00914-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Histórica
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Borba Florenzano
Beneficiário:Renan Falcheti Peixoto
Supervisor no Exterior: Stephane Bourdin
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : École Française de Rome, Itália  
Vinculado à bolsa:14/06260-7 - Hipodamo de Mileto e a fundação da colônia pan-helênica de Túrio, 444/443 a.C, BP.MS
Assunto(s):Arqueologia clássica   Cultura material   Paisagem

Resumo

Organizar o espaço a fim de se estabelecer em uma nova paisagem é dar realidade material a existência do grupo. A relação entre paisagem e um grupo humano necessariamente envolve tecer junto coisas, lugares e gestos. Nós acreditamos que nesse senso, toda a tessitura ocorre de acordo com um ritmo, ao qual chamamos de poética: palavra derivada do grego poïen, 'fazer', 'produzir'. A cultura material - no nosso caso, urbanismo antigo - pode assim ser abordada à luz da "poética". É nosso interesse, como arqueólogos, olhar para trás dentro desse processo, a fim de elucidar através dos vestígios materiais como as coisas aconteceram no passado. As apoikias gregas da Itália do Sul e Sicília do século VIII a.C. em diante, nos oferece extensiva evidência para este propósito.Nos limites da pesquisa de mestrado, estamos interessados em comparar os ritmos do plano urbano de Túrio, como descrito por Diodoro e tão longe quanto as mensurações dos blocos e das ruas chegam, com os ritmos de outras criações humanas: tais como a poesia oral e, eventualmente, a iconografia cerâmica e assim por diante. Entendendo o ofício do agrimensor dentro de um modus operandi social em que o grupo produz e reproduz sua moldura material, relacionamos as coisas materiais como uma interface essencial do ser-no-mundo.Um estágio na Itália seria de grande importância no intuito de constituir um corpo documental sólido para fundamentar nossa pesquisa. Consultar material bibliográfico bem como visitar os sítios arqueológicos na Itália do Sul e Sicília nos permitirá aprofundar nossa conhecimento e abordar o urbanismo grego antigo com mais propriedade. (AU)