Busca avançada
Ano de início
Entree

Inferir interações de frugivoria a partir de características de plantas e animais

Processo: 15/23770-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 20 de abril de 2016
Vigência (Término): 19 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Mauro Galetti Rodrigues
Beneficiário:Laura Carolina Bello Lozano
Supervisor no Exterior: Otso Ovaskainen
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Helsinki, Finlândia  
Vinculado à bolsa:13/22492-2 - Ligando defaunação e os serviços de ecossistemas de armazenamento de carbono em florestas atlânticas, BP.DD
Assunto(s):Animais frugívoros   Interação planta-animal   Ecossistema tropical   Mata Atlântica   Inferência bayesiana

Resumo

A frugivoria é um processo crucial que molda a diversidade e a funcionalidade dos ecossistemas tropicais. A Mata Atlântica, em especial, é um ecossistema florestal tropical complexo com mais de 20.000 espécies de plantas, 261 espécies de mamíferos, 688 espécies de aves, 200 espécies de répteis, 280 espécies de anfíbios. Neste ecossistema a frugivoria desempenha um papel importante, visto que 89% de todas as espécies lenhosas são dispersas pelos animais. No entanto, conhecer todas as possíveis interações planta-frugívoros em uma floresta megadiversa é uma tarefa laboriosa que requer esforços empíricos significativos, e muitos estudos de redes de frugivoria enfrentam o problema de ter interações reais não conhecidas. Portanto, o nosso projeto busca desenvolver uma metodologia estatística que integre complexidade e incerteza, para prever as interações de frugivoria invisíveis a partir de características das plantas e dos animais para as comunidades megadiversas, como a Mata Atlântica. (AU)