Busca avançada
Ano de início
Entree

Explorando os fungos extremófilos da torta de filtro: análise genômica de Thermomucor indicae-seudaticae e a diversidade de espécies osmofílicas

Processo: 15/25252-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:André Rodrigues
Beneficiário:Tássio Brito de Oliveira
Supervisor no Exterior: Nina Gunde-Cimerman
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Ljubljana (UL), Eslovênia  
Vinculado à bolsa:12/14594-7 - Fungos na compostagem da torta de filtro: diversidade, genômica e potencial biotecnológico, BP.DR
Assunto(s):Fungos termófilos   Enzimas   Extremófilos   Micologia   Genomas

Resumo

A torta de filtro é um material derivado do filtrado do caldo de cana. Cerca de 26 a 40 kg desse resíduo é produzido por tonelada de cana-de-açúcar processada. Este resíduo é usado principalmente como fertilizante nas lavouras com ou sem um pré-processamento tal como a compostagem. Devido à torta de filtro apresentar altas quantidades de fósforo, nitrogênio e carbono, é um habitat ideal para o crescimento microbiano. Em estudos prévios nós avaliamos a diversidade de fungos na torta de filtro fresca e processada em um sistema de compostagem utilizando sequenciamento em larga escala; Além disso, foi caracterizado o potencial enzimático de fungos termófilos isolados a partir destes substratos. Dentre os isolados obtivemos o Thermomucor indicae-seudaticae, um fungo capaz de produzir enzimas termófilas para a degradação da biomassa, tais como celulase, pectinase e xilanase. Embora muitos genomas de fungos tenham sido estudados, o genoma de T. indicae-seudaticae permanece inexplorado. Assim, nosso objetivo é avaliar os genes que codificam enzimas relevantes para aplicações biotecnológicas (celulase, pectinase, xilanase e protease) no genoma deste fungo. Além disso, pretendemos estudar outro grupo de extremófilos ainda pouco explorado, os fungos osmofílicos. Isolamos 27 linhagens fúngicas da torta de filtro fresca e será feita a identificação destes isolados, visto que estudos anteriores mostraram seu potencial de aplicação industrial. Ao explorar o repertório enzimático no genoma de T. indicae-seudaticae, bem como a diversidade de fungos osmofílicos esperamos ampliar o conhecimento sobre a diversidade e potencial biotecnológico de fungos extremófilos encontrados na torta de filtro.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE OLIVEIRA, TASSIO BRITO; GOSTINCAR, CENE; GUNDE-CIMERMAN, NINA; RODRIGUES, ANDRE. Genome mining for peptidases in heat-tolerant and mesophilic fungi and putative adaptations for thermostability. BMC Genomics, v. 19, . (11/16765-0, 15/25252-8, 12/14594-7)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.