Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial inibitório de bombas de efluxo de L. amazonensis pelo derivado furoxano 14e

Processo: 15/17911-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Marcia Aparecida Silva Graminha
Beneficiário:Jéssica Naiara Varonez da Fonseca
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia celular   Protozoologia   Leishmania mexicana   Leishmaniose   Benzofuranos   Avaliação clínica   Citometria de fluxo   Estudo multidisciplinar

Resumo

As leishmanioses representam um grupo de doenças negligenciadas que resultam da infecção de macrófagos por um parasito intracelular obrigatório do gênero Leishmania. A doença que afeta 98 países, é considerada desde 1993 como a segunda doença de importância pública causada por protozoário, pela Organização Mundial da Saúde. As leishmanioses produzem diferentes manifestações clínicas. Algumas espécies podem desencadear infecções cutâneas como a leishmaniose cutânea, leishmaniose difusa e leishmaniose mucocutânea. Outras disseminam da pele para órgãos viscerais e causam a leishmaniose visceral. Os fármacos utilizados para tratamento tanto de primeira escolha, como de segunda escolha, causam efeitos colaterais severos devido sua alta toxicidade, sendo necessária a pesquisa de novos compostos ativos. Um dos maiores problemas relacionados à ineficácia do tratamento é o surgimento de cepas resistentes. Dentre os mecanismos de resistência da Leishmania está o aumento do efluxo de agente quimioterápicos através dos transportadores do cassete ligante de ATP (transportadores ABC), consequentemente ocorre diminuição da concentração ativa do fármaco dentro do protozoário. Hernandéz e colaboradores desenvolveram e exploraram derivados de furoxanos e benzofuroxanos, os quais exibiram atividade anti-Leishmania e anti-T. cruz, que além da capacidade de liberação de óxido nítrico também possuem habilidade em interagir com os dois tipos de transportadores do tipo ABC (P-gp e MRP1) em células superexpressoras dessas proteínas. Recentemente uma pesquisa multidisciplinar envolvendo grupos de pesquisa da FCF-UNESP, constatou que estes derivados também podem ajudar na ativação e liberação de NO em macrófagos infectados com L. amazonensis. Neste projeto de pesquisa pretende-se contribuir para a elucidação de possível papel do derivado furoxano 14 na inibição de de bombas de efluxo. A atividade das bombas de efuxo de uma cepa resistente ao derivado 14e e uma cepa sensível ao mesmo derivado serão avaliadas mediante ensaios de citometria de fluxo. Além disso, também será avaliado se o derivado 14e é capaz de produzir sinergismo com a anfotericina B, potencializando o seu efeito anti-leishmania.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)