Busca avançada
Ano de início
Entree

Genes funcionais do ciclo biogeoquímico do metano em áreas de floresta e pastagem na Amazônia

Processo: 15/23758-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Tsai Siu Mui
Beneficiário:Jéssica Adriele Mandro
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50320-4 - Dimensões US-BIOTA - São Paulo: pesquisa colaborativa: integrando as dimensões da biodiversidade microbiana ao longo de áreas de alteração do uso da terra em florestas tropicais, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Microbiologia do solo   Ecologia microbiana   Biogeoquímica   Metano   Archaea   Uso do solo   Reação em cadeia da polimerase em tempo real   Bacia amazônica

Resumo

A Bacia Amazônica é recoberta pela maior floresta tropical existente, na qual aproximadamente 15% de sua cobertura original foi substituída por áreas destinadas a suprir a crescente demanda mundial por alimentos, em um processo que altera as propriedades físicas, químicas e biológicas originais do solo. A diversidade do solo é constituída principalmente por microrganismos dos domínios Archaea e Bacteria, necessários ao funcionamento dos ecossistemas terrestres pelo seu papel na ciclagem de nutrientes e nos ciclos biogeoquímicos. Contudo, esses respondem rapidamente ao processos de mudança de uso do solo, de forma a constituir uma importante ferramenta para a análise da qualidade do ambiente e propiciar parâmetros comparativos entre os mesmos. Nesse sentido, o uso antrópico do solo tem o potencial de alterar o fluxo de gases do solo pelo seu efeito na estrutura e funcionamento da microbiota, incluindo a associada ao ciclo biogeoquímico do metano (CH4), o segundo mais importante gás do efeito estufa. O intercâmbio de metano do solo com a atmosfera e, consequentemente, a sua quantidade na mesma, é regulado por microrganismos metanogênicos, arquéias produtoras de metano; e metanotróficos, bactérias consumidoras desse mesmo gás, de modo que os dois grupos diferenciam-se de acordo com suas características ecológicas e bioquímicas únicas. Dentro desse contexto, a técnica de PCR quantitativo em tempo-real (qPCR), que permite o cálculo da quantidade inicial de genes de interesse em amostras ambientais, pode ser utilizada para detectar e quantificar as comunidades de Archaea e Bacteria do solo, assim como especificamente seus representantes metanogênicos, pela análise do gene mcrA, e metanotróficos, pelos genes pmoA e mmoX, respectivamente. Portanto, objetivo do projeto de pesquisa é determinar o efeito do uso do solo sobre a abundância de comunidades de Archaea e Bacteria, com ênfase em genes funcionais associados ao ciclo biogeoquímico do metano, em áreas sob diferentes usos no estado do Pará, na Amazônia Oriental.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VENTURINI, ANDRESSA MONTEIRO; NAKAMURA, FERNANDA MANCINI; GONTIJO, JULIA BRANDAO; DA FRANCA, ALINE GIOVANA; YOSHIURA, CAIO AUGUSTO; MANDRO, JESSICA ADRIELE; TSAI, SIU MUI. Robust DNA protocols for tropical soils. HELIYON, v. 6, n. 5, . (15/12282-6, 15/08564-6, 15/13546-7, 18/14974-0, 15/19979-2, 14/50320-4, 15/23758-1)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.