Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de aditivo probióticos no crescimento de tilápias (Oreochromis niloticus)

Processo: 16/00305-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Vander Bruno dos Santos
Beneficiário:Vinicius Vasconcelos Silva
Instituição-sede: Departamento de Descentralização do Desenvolvimento (APTA Regional). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/14482-2 - Influência de aditivo probióticos no crescimento de tilápias (Oreochromis niloticus), AP.R
Assunto(s):Aquicultura   Gorduras   Miostatina   Fibras musculares

Resumo

Objetiva-se avaliar a influência do aditivo probiótico no crescimento de tilápias (Oreochromis niloticus), estabelecendo curvas de crescimento, avaliando a morfologia dos tecidos muscular e adiposo subcutâneo ventral, características de carcaça e expressão de genes que controlam o crescimento. Alevinos de tilápias de aproximadamente 1,5 g serão cultivados sistemas de recirculação contendo 15 caixas d'água de 0,25 m³ cada a 28 ºC, com filtro biológico e sistema ultravioleta, em densidade de 80 peixes/m³. Os peixes serão alimentados três vezes ao dia, com mesma ração, utilizando-se o aditivo probióico fornecido pela Biocampo Nutrição Animal Importação e Exportação LTDA. Serão avaliados os níveis de inclusão de 0,1 e 0,2% do aditivo probiótico. O probiótico será homogeneizado em 2% de óleo de soja e aspergido sobre a ração. O tratamento controle será composto apenas da adição de óleo vegetal na mesma proporção. Modelos exponenciais serão ajustados para determinação e comparação das taxas de crescimento, com as pesagens aos 0, 30, 60 e 90 dias de cultivo. Ao final do experimento será avaliada a morfometria corporal, histologia dos tecidos muscular e adiposo relacionando-os à hipertrofia e hiperplasia celular e morfologia de criptas nas vilosidades do intestino. Serão determinados os indices hepatossomático e viscerossomátio, o rendimento de carcaça e o teor de gordura no filé. Também será avaliada a expressão de genes IGF1 e miostatina no músculo. O delineamento experimental inteiramente casualizado em esquema fatorial 3 x 4 (tratamento x idade) com cinco repetições (tanques). Os dados serão submetidos a análise de variância utilizando o procedimento GLM do pacote computacional SAS para Windows versão 8.01.