Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle autonômico cardiovascular em camundongos knockout para receptores toll-like 9 com hipertensão induzida por Angiotensina II

Processo: 15/21976-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 29 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Helio Cesar Salgado
Beneficiário:Fernanda Luciano Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/20549-7 - Avanços na regulação cardiocirculatória em condições fisiológica e fisiopatológica, AP.TEM
Assunto(s):Hipertensão   Inflamação   Fisiologia cardiovascular

Resumo

O sistema nervoso autônomo modula o sistema imune e a hiperatividade simpática e/ou diminuição da atividade parassimpática levam a processos inflamatórios que afetam o organismo como um todo, inclusive o sistema cardiovascular. O sistema imune está envolvido em diferentes doenças cardiovasculares, especialmente na hipertensão arterial. O sistema imune inato é o maior ativador da resposta imune adaptativa e receptores do tipo toll (toll-like receptors, TLR) são componentes importantes deste sistema, reconhecendo padrões moleculares associados a patógenos (PAMP), assim como estruturas moleculares endógenas liberadas com a morte celular e lesão tecidual, conhecidos como DAMP (padrões moleculares associados ao dano tecidual). Pelo menos 11 subtipos de TLR já foram descritos. Os TLR são expressos em uma variedade de células imunológicas, assim como em células não imunes, incluindo, por exemplo, o endotélio. Diferentes estudos têm demonstrado a participação dos TLR, especialmente TLR2 e TLR4, no controle autonômico cardiovascular, bem como na gênese e progressão de doenças cardiovasculares. O envolvimento dos TLR na hipertensão já foi demonstrado em diferentes modelos experimentais e existem evidências de sua participação no controle neural da pressão arterial (PA). Estudos demonstraram que os TLR9 estão envolvidos na pré-eclâmpsia, assim como sua ativação parece contribuir para o aumento da PA observado em ratos espontaneamente hipertensos (SHR). Recentemente nós demonstramos que os TLR9 modulam negativamente o sistema nervoso parassimpático. Assim, nós hipotetizamos que os TLR9 podem desempenhar um papel importante na hipertensão induzida pela angiotensina II (Ang II), levando à inflamação e contribuindo para o aumento da PA. Desta forma, camundongos deficientes para TLR9 estariam protegidos, pelo menos em parte, dos efeitos deletérios da infusão de Ang II.Neste estudo, avaliaremos a função cardíaca, o barorreflexo, o tono autonômico cardíaco, assim como a variabilidade da PA e do intervalo de pulso em camundongos que não expressam (knockout) TLR9 (TLR9 KO), submetidos, ou não, à hipertensão induzida por Ang II. Possíveis mecanismos pelos quais os TLR9 contribuem para as alterações cardiovasculares também serão avaliados nesse modelo experimental.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RODRIGUES, FERNANDA LUCIANO; FAIS, RAFAEL S.; PEREIRA, MARLIA G. A. G.; GARCIA-CAIRASCO, NORBERTO; TOSTES, RITA C.; CARNEIRO, FERNANDO S. Erectile Dysfunction in Wistar Audiogenic Rats Is Associated With Increased Cavernosal Contraction and Decreased Neuronal Nitric Oxide Synthase Protein Expression. UROLOGY, v. 106, AUG 2017. Citações Web of Science: 0.
BOMFIM, GISELE F.; RODRIGUES, FERNANDA LUCIANO; CARNEIRO, FERNANDO S. Are the innate and adaptive immune systems setting hypertension on fire?. PHARMACOLOGICAL RESEARCH, v. 117, p. 377-393, MAR 2017. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.