Busca avançada
Ano de início
Entree

Ciência, política e subjetividade: controvérsias em torno do direito às transformações corporais do sexo

Processo: 15/20802-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Regina Facchini
Beneficiário:Bruno Cesar Barbosa
Instituição-sede: Núcleo de Estudos de Gênero (PAGU). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/15719-4 - Controvérsias em torno do direito aos procedimentos médicos de transformação corporal do sexo e a questão da diferença cultural, BE.EP.PD
Assunto(s):Sexualidade   Subjetividade   Ciência

Resumo

Esta proposta de pesquisa visa compreender as relações entre ciência, política e subjetividade através das controvérsias em torno do direito às transformações corporais do sexo. O corpus de análise a produção científica da medicina, psicologia e ciências sociais brasileiras no período de 1970 até 2015 e outros documentos como políticas públicas, resoluções do Conselho Federal e Estadual de Medicina, documentos internacionais de Direitos Humanos, manuais internacionais de patologias e documentos produzidos pelos movimentos sociais. Acredito que o mapeamento destas controvérsias é uma forma de investigar: (1) regulações classificatórias; (2) relações de poder estabelecidas entre saberes e sujeitos; (3) a geopolítica da circulação global de categorias e convenções; (4) disputas e tensões entre diversos campos científicos e a reivindicação de direitos pelos movimentos sociais. Aproveitando o material documental colhido durante o doutorado, a pesquisa investirá em um levantamento de teses, dissertações, livros e artigos das áreas citadas acima. O levantamento será realizado tanto online em plataformas virtuais de periódicos científicos e banco de teses de dissertações, quanto in loco em bibliotecas de universidades brasileiras. A proposta tem por objetivo relacionar esta produção científica com as discussões em torno das políticas públicas e a reivindicação de direitos dos movimentos sociais, procurando construir intertextualidades e evidenciar tensões e disputas entre os diferentes atores envolvidos na controvérsia. (AU)