Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da capacidade de autodepuração do ribeirão da Rancharia

Processo: 15/20250-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Recursos Hídricos
Pesquisador responsável:Rosane Freire Boina
Beneficiário:Amanda Fernandes da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Qualidade da água   Oxigênio dissolvido   Monitoramento da água   Autodepuração

Resumo

Autodepuração é o processo em que um corpo hídrico possui a capacidade de recuperar as suas características físicas, químicas e biológicas após as alterações induzidas por lançamentos de efluentes orgânicos. Desta forma, será analisada a capacidade autodepurativa do Ribeirão da Rancharia, localizado no município de Rancharia - SP, por meio do monitoramento do oxigênio dissolvido e da demanda bioquímica de oxigênio (DBO). O Ribeirão da Rancharia recebe uma grande quantidade de efluentes provenientes da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do município e de dois frigoríficos, como também do tributário Ribeirão da Lavadeira que sofre influência urbana durante o seu percurso. O trecho de análise contém quatro seções de monitoramento, das quais, duas são a montante do lançamento, uma no ponto de lançamento dos efluentes da ETE e dos dois frigoríficos e uma a jusante do lançamento. Para determinar a capacidade de autodepuração do Ribeirão da Rancharia será utilizado o modelo matemático hidrodinâmico SisBaHiA®, em que serão analisados os parâmetros de cinética de reação química, as características hidráulicas e os coeficientes de reaeração, desoxigenação e remoção de DBO. Por fim, com o intuito de calibrar o modelo, será realizada a validação dos respectivos coeficientes em todas as seções de monitoramento, com o objetivo de obter resultados mais próximos possíveis das características naturais do curso d'água, buscando, por meio dos dados encontrados, obter um maior controle sobre a qualidade da água. (AU)