Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de insetos e desenvolvimento de uma nova metodologia e dispositivo para infestação artificial de experimentos a campo com ovos de lepidópteros

Processo: 16/00231-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Cristiane Maria Tibola
Beneficiário:Cristiane Maria Tibola
Empresa:CL Empreendimentos Biológicos Ltda. - EPP
Vinculado ao auxílio:14/21710-9 - Produção de insetos e desenvolvimento de uma nova metodologia e dispositivo para infestação artificial de experimentos a campo com ovos de lepidópteros, AP.PIPE
Assunto(s):Entomologia agrícola   Entomologia   Spodoptera frugiperda   Insetos   Pragas de plantas   Algodão   Milho   Soja   Lepidópteros   Helicoverpa armigera

Resumo

O Brasil está entre os maiores produtores agrícolas mundiais, principalmente nas culturas de soja, milho, algodão e cana-açúcar. No entanto, as principais regiões produtoras brasileiras vêm enfrentando ataques severos de pragas, causando impacto na produtividade. Por exemplo, entre as pragas recentemente detectadas no Brasil, está a Helicoverpa armigera, (Hübner) (Lepidoptera: Noctuidae), que ataca diversas culturas. Outro fato importante foi a comprovação da resistência de Spodoptera frugiperda (Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) a uma variedade de milho geneticamente modificado para expressão da proteína Cry1F. Em função desses fatos, é necessário acelerar a pesquisa e o desenvolvimento de métodos eficientes de controle destas espécies em condições de laboratório, ambientes protegidos e no campo. Para a realização de pesquisas com insetos-praga em condições de campo, faz-se necessária a realização de infestações artificiais, com os objetivos principais de garantir a presença da praga-alvo e buscar uma melhor uniformidade de distribuição dos insetos na área. No entanto, além da baixa ou quase inexistente disponibilidade de fornecedores de insetos no mercado, quando estas infestações são realizadas por meio da simples fixação das posturas nas folhas, existe perdas significativas por efeitos ambientais e por predação, o que reduz as chances de sucesso da pesquisa. Muitos estudos têm sido realizados para minimizar essas perdas, porém apesar de numerosas tentativas, na maioria dos casos, os resultados ficaram muito abaixo do esperado. Atualmente, grande parte das infestações de lepidópteros-praga são realizados com lagartas recém-eclodidas, por meio do método da bazuca. Este método é trabalhoso, demanda muita mão-de-obra, é oneroso e viável apenas para gramíneas devido à presença de cartucho. Diante do exposto, a empresa Pragas.com, residente e sediada em Piracicaba (SP) na ESALQTec Incubadora Tecnológica da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (ESALQ-USP), dedica-se ao desenvolvimento de um dispositivo para infestação artificial de ovos de H. armigera, S. frugiperda e S. eridania (Cramer) (Lepidoptera: Noctuidae) em experimentos de campo assim como no estabelecimento das técnicas de criação massal destas espécies para que possam ser comercializadas juntamente com o respectivo dispositivo. O dispositivo a ser desenvolvido deve possuir características que proporcionem simplicidade, facilidade e agilidade na deposição de ovos ou das massas de ovos para infestação das parcelas experimentais nas culturas de soja, milho e algodão. Ao mesmo tempo, deve garantir proteção aos ovos contra o ataque de predadores e adversidades climáticas. É nesse contexto que a Empresa Pragas.com submete o presente pedido de recursos no Programa PIPE - Fase I da FAPESP. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.