Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção de uma escala de insatisfação de vida

Processo: 15/26776-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Pesquisador responsável:Cristian Zanon
Beneficiário:Barbara Leme
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Itatiba. Itatiba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/05741-4 - Avaliação da independência local e uso de vinhetas-âncora na escala de satisfação de vida, AP.JP
Assunto(s):Vida   Escalas (psicometria)   Satisfação pessoal   Satisfação (comportamento)

Resumo

Este plano prevê a criação de uma escala para avaliar insatisfação com a vida nos mesmos moldes da escala de satisfação de vida. A ideia é criar itens abordando os mesmos aspectos da escala de satisfação de vida, mas com conteúdo negativo. É possível que o endossamento a itens negativos seja menor que a itens com conteúdo positivo de satisfação de vida. Assim, a Escala de Insatisfação de Vida, em conjunto com a Escala de Satisfação de Vida, permitirão propor estudos para avaliar como ocorre o processo de resposta a itens de satisfação de vida. O objetivo deste projeto é realizar um levantamento de artigos sobre a Escala de Satisfação de Vida e construir itens para avaliar insatisfação com a vida. Para isso, serão criados 5 itens sobre insatisfação com a vida e estes itens passarão por avaliação semântica de três juízes sobre a simetria destes itens com a escala de satisfação de vida. Posteriormente, estes itens serão apresentados a dois grupos focais de 3 universitários que avaliarão a compreensão destes itens. Por fim, a versão final da Escala de Insatisfação de Vida será aplicada em 200 universitários juntamente com a Escala de Satisfação de Vida (a ordem destas escalas será intercalada em cada questionário) e o Big Five Inventory que avalia personalidade. Serão realizadas análises fatoriais para cada escala e depois uma análise fatorial com as duas escalas para avaliar a unidimensionalidade do construto. Estas análises produzirão informações sobre a importância de cada item para o fator (carga fatorial) e indicarão a quantia de variância que itens positivos e negativos explicam do construto. Por fim, serão realizadas correlações das escalas de satisfação e insatisfação de vida com os fatores de personalidade, para avaliar se o conteúdo dos itens (positivo ou negativo), de alguma forma, altera o padrão de correlações. Por fim, serão realizadas comparações das correlações (satisfação /insatisfação com fatores da personalidade) de através do método de Fisher (z), para avaliar se a escala de conteúdo positivo apresenta diferenças de correlações estatisticamente significativas da escala de conteúdo negativo.