Busca avançada
Ano de início
Entree

Extratos padronizados de Petroselinum crispum: fonte potencial de ativos diurético, antimicrobiano e antiviral

Processo: 16/01424-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Luciana de Ávila Santos
Beneficiário:Luciana de Ávila Santos
Empresa:Cis Biomoléculas Ltda. - ME
Vinculado ao auxílio:15/16012-3 - Extratos padronizados de Petroselinum crispum: fonte potencial de ativos diurético, antimicrobiano e antiviral, AP.PIPE
Assunto(s):Química de produtos naturais   Fitoquímica   Petroselinum   Anti-infecciosos   Medicamentos fitoterápicos   Extratos vegetais   Plantas medicinais

Resumo

O governo federal vem elaborando muitos projetos para incentivar a pesquisa e o desenvolvimento na área de plantas medicinais e de fitoterápicos. Em 2006 lançou a Portaria Ministerial MS/GM nº 971, que aprovou a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) no Sistema Único de Saúde (SUS) e o Decreto nº 5.813 que aprovou a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos (PNPMF). Essas políticas preconizam o incentivo à pesquisa e o desenvolvimento com relação ao uso de plantas medicinais e fitoterápicos priorizando a biodiversidade do país. Além disso, estimulam a adoção da fitoterapia nos programas de saúde pública, com a inclusão de alguns fitoterápicos na relação nacional de medicamentos (RENAME). Em fevereiro de 2009, o governo lança mais uma estratégia, com a publicação de uma lista constituída de 71 espécies vegetais nativas com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse ao SUS. Estas plantas já são utilizadas pela população como medicamentos tradicionais. Para algumas, entretanto, ainda são necessários estudos científicos comprovando sua eficácia e, principalmente, sua segurança. Entre as plantas medicinais integrantes da lista do SUS encontra-se a Petroselinum crispum, popularmente conhecida como salsa ou salsinha, originária do Mediterrâneo e hoje cultivada em todo o mundo principalmente para o uso em culinária, destacando-se, entretanto, seu uso na perfumaria e também como fitoterápico. O uso popular como medicamento consagrou a salsinha como excelente diurético e hipotensivo em diferentes regiões do globo. Muitas destas informações etnobotânicas são relatadas na literatura, sendo que para algumas delas foi possível associar aspectos científicos à sua importância como droga vegetal. Entretanto não são observados relatos de estudos relacionando o perfil químico de extratos com as diversas atividades farmacológicas relatadas para esta planta medicinal, bem como não foi definido um marcador químico. Assim, o presente projeto propõe a determinação do perfil químico de extratos padronizados de P. crispum (aquosos e hidroalcoólico, de acordo com a farmacopeia brasileira) e a avaliação destes extratos quanto ao seu potencial antimicrobiano, diurético e antiviral. Também serão realizados nesta primeira etapa, testes de toxicidade para os extratos, de maneira a se verificar a viabilidade da utilização dos mesmos na produção de fitoderivados. O pré-fracionamento dos extratos guiados pelos ensaios biológicos propostos darão direcionamento para a definição do(s) princípio(s) ativo(s) que favorecerá, por fim, a validação de metodologia para controle de qualidade, a ser utilizada quando da eventual produção industrial de derivados a partir destes extratos. A comprovação do potencial de atividade destes extratos frente aos ensaios biológicos bem como de sua segurança e eficácia são os resultados esperados para dar andamento à utilização desta e de outras 70 plantas da RENISUS (Relação Nacional de Plantas de Interesse para o SUS), consideradas por seus usos na Medicina popular, mas carentes de dados científicos que permitam sua utilização como fitoderivados na atenção básica à saúde. O foco desta deste projeto é transformar os resultados obtidos com a pesquisa em produto(s) fitoterápico(s) de qualidade. (AU)