Busca avançada
Ano de início
Entree

Impactos de membros da família gênica CETS no controle do amadurecimento em frutos de tomateiro

Processo: 16/00075-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Lázaro Eustaquio Pereira Peres
Beneficiário:Jonata Rafael Freschi
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Etilenos   Amadurecimento

Resumo

Em tomateiro (Solanum lycopersicum), o gene Solyc03g063100 possui dois alelos com efeitos opostos: Self pruning 3D (Sp3D), o qual adianta o florescimento, e single flower truss (sft), o qual inibe esse processo. Tal gene pertence à família CETS (assim chamada pelos homólogos CENTRORADIALIS, TERMINAL FLOWER 1 e SELF-PRUNING, encontrados, respectivamente, em Antirrhinum, Arabidopsis e tomateiro) (Pnueli et al., 1998), e tem função regulatória no controle da transição entre o estado vegetativo e reprodutivo em plantas. Estudos demonstram que auxinas e etileno podem induzir o florescimento em angiospermas, entretanto, a existência de uma possível interação entre os genes da família CETS com esses hormônios permanece ainda praticamente inexplorada. Resultados obtidos em nosso laboratório sugerem que plantas homozigotas recessivas para sft apresentam níveis elevados de etileno durante o período climatérico de amadurecimento de seus frutos, indicando, portanto, uma possível influência dessa proteína sobre a via de biossíntese de etileno nos tecidos de frutos carnosos. Nesse sentido, o presente projeto visa investigar se genes pertencentes à família CETS desempenhariam papel importante na regulação fina da produção de etileno em frutos de tomateiro. Para tanto, amostras de frutos de plantas controle ou portadoras dos alelos SP3D e sft serão coletados em diferentes estádios de amadurecimento e analisados quanto à coloração, taxas respiratórias, emissão de etileno e atividade total da enzima oxidase do ácido 1-aminociclopropano (ACO), a qual desempenha papel crucial na produção desse hormônio. Ao atingiram o amadurecimento completo, frutos obtidos de plantas desses três genótipos serão analisados quando a diversos atributos de qualidade, tais como Brix, teores de vitamina C, bem como conteúdo total e perfil de carotenoides. Tais análises poderão fornecer informações valiosas sobre os complexos processos de sinalização responsáveis pelo controle fino do amadurecimento de frutos de tomateiro, bem como permitir a possível descoberta de uma nova função para os genes da família CETS.