Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de camundongos transgênicos com superexpressão do receptor B1 de cininas nos neurônios e seu papel na obesidade e metabolismo

Processo: 15/21582-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:João Bosco Pesquero
Beneficiário:Clarissa Azevedo Bittencourt
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Metabolismo   Obesidade   Neurônios   Sistema calicreína-cinina   Modelos animais

Resumo

A obesidade é caracterizada como um dos grandes problemas de saúde pública do mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde, quase 2 bilhões de adultos estão acima do peso ideal e destes, mais de 600 milhões são considerados obesos. Como a obesidade está relacionada ao desenvolvimento de doenças crônicas, como diabetes e doenças cardiovasculares, é fundamental o estudo de fatores associados ao metabolismo. Resultados recentes demonstram a participação do sistema calicreína-cininas na modulação endócrina, sendo importante no controle metabólico por meio da ativação do receptor de cininas B1. Estudos com camundongos nocautes para receptores B1 indicaram proteção contra obesidade e intolerância à glicose em tratamento com dieta hiperlipídica. Em modelos de resistência à insulina e síndrome metabólica, foi demonstrada a superexpressão do receptor B1 no cérebro de ratos devido ao estresse oxidativo. Além disso, em outros modelos genéticos foi observada a importância da via insulínica no sistema nervoso central e sua participação na obesidade. Portanto, o entendimento da função desse receptor é uma importante ferramenta para o aprofundamento do conhecimento relacionado ao controle metabólico. Diante disso, este trabalho apresenta como objetivo principal a análise do papel do receptor B1 de cininas na obesidade e no metabolismo, utilizando como modelo experimental camundongos transgênicos NSE-B1, que superexpressam o receptor B1 no cérebro. (AU)