Busca avançada
Ano de início
Entree

Alexandre Herculano e Soares de Passos: ressonâncias do romantismo inglês e alemão em Portugal

Processo: 15/23886-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Outras Literaturas Vernáculas
Pesquisador responsável:Sandra Aparecida Ferreira
Beneficiário:Grazzielle Forcato Martins
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Literatura portuguesa   Romantismo   Poesia   Análise de conteúdo   Século XIX   Portugal

Resumo

Este projeto pretende demonstrar as repercussões da balada inglesa nas manifestações ultrarromânticas europeias, com destaque aos poetas portugueses ativos durante grande parte do século XIX. Por meio do levantamento de elementos-chave nos poemas selecionados, busca-se o estabelecimento de um modelo recriado a partir da balada inglesa em toda a Europa. A metodologia da pesquisa é orientada pelas considerações de Mario Praz acerca da manifestação romântica europeia, em especial as reflexões propostas em A carne, a morte e o diabo na literatura romântica (1996), que delimitam as ideias centrais que deram forma ao movimento. Os poemas selecionados inicialmente para a análise são integrantes do chamado ultrarromantismo português: Noivado do Sepulcro (1856), de autoria de António Augusto Soares de Passos (1826 - 1860) e A Noiva do Sepulcro, de autoria de Alexandre Herculano (1810 - 1870), por apresentarem exemplarmente os ideais do belo horrível transcendente, cultivado por poetas anteriores a eles, como Johann Wolfgang von Goethe (1749 - 1832), Percy Bysshe Shelley (1792 - 1822) e John Keats (1795 - 1821).