Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação energética de um fogão operando a etanol de cana-de-açúcar

Processo: 16/01463-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2016
Vigência (Término): 23 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Engenharia Térmica
Pesquisador responsável:Luiz Augusto Horta Nogueira
Beneficiário:Alex Ikeda Francisco
Instituição-sede: Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético (NIPE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/00282-3 - Contribuição de produção de bioenergia pela América Latina, Caribe e África ao projeto GSB-LACAF-Cana-I, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Bioenergia   Etanol   Hidratação   Eficiência energética   Consumo de energia elétrica   Demanda energética

Resumo

O uso da lenha como única fonte energética para cocção em alguns países em desenvolvimento ainda é uma triste realidade. Na África esta realidade é ainda mais extrema, pois enquanto que na América Latina a dependência deste tipo de fonte energética é da ordem de 15%, na África o valor atinge 67%, chegando a 80 % na África Subsaariana. Essa elevada dependência de biomassa tradicional (lenha) para cocção, resulta em inúmeros malefícios à saúde das pessoas, intensa demanda de trabalho (principalmente às mulheres e crianças) e danos ao meio ambiente (desmatamento). Dentre as possíveis soluções para esse problema destaca-se o uso de fontes energéticas modernas, como por exemplo, a eletricidade, o gás liquefeito de petróleo e os biocombustíveis. Face aos estudos desenvolvidos no Projeto, o uso do bioetanol de cana-de-açúcar se mostra como uma alternativa interessante para muitos países Africanos, haja vista os indicadores favoráveis da produção de bioenergia através da cana-de-açúcar (econômicos, ambientais e sociais) e as experiências de alguns países Africanos na produção de cana-de-açúcar. As experimentações de performance do fogão a etanol serão de suma importância para o projeto pois deverão prover informações aos estudos desenvolvidos no projeto de pesquisa, tornando assim possível atribuir valores fidedignos de demanda, consumo e eficiência do uso de etanol no processo de cocção, fato este essencial para as avaliações técnico-econômicas e ambientais que vem sendo realizadas para os diferentes países Africanos. Neste contexto, objetiva-se experimentar o funcionamento de um fogão a etanol sob três diferentes hidratações de etanol e dois diferentes recipientes visando identificar as performances energéticas e suas condições de uso. Dentre os objetivos específicos tem-se: - avaliar a performance energética do processo de cocção (consumo de energia, tempo de operação, temperaturas, rendimento e autonomia); - avaliar as influências das diferentes taxas de hidratação do etanol na performance energética do processo de cocção e; - avaliar a influência do tipo de recipiente (panela de alumínio e panela de barro) na performance energética do processo de cocção; - avaliar a influência da razão de abertura do orifício do queimador na performance energética do processo de cocção. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.