Busca avançada
Ano de início
Entree

As políticas de desenvolvimento local e o turismo rural: os casos das comarcas de Santiago e Sar/Galícia - Espanha e a região do Pontal do Paranapanema/São Paulo - Brasil

Processo: 16/02037-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 02 de maio de 2016
Vigência (Término): 01 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Rosângela Custodio Cortez Thomaz
Beneficiário:Clediane Nascimento Santos
Supervisor no Exterior: Xosé Manuel Santos Solla
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Santiago de Compostela, Santiago (USC), Espanha  
Vinculado à bolsa:13/24945-4 - A (re)produção do espaço pela atividade do turismo: uma abordagem geográfica da paisagem cultural no espaço rural do Pontal do Paranapanema, BP.DR
Assunto(s):Geografia do turismo   Turismo rural   Políticas públicas   Galícia   Pontal do Paranapanema (SP)

Resumo

Esta pesquisa tem o propósito de traçar uma análise comparativa entre as políticas públicas de turismo rural das Comarcas de Santiago e Sar/Galícia - Espanha e a região do Pontal do Paranapanema/São Paulo - Brasil para verificar sua contribuição na valoração do patrimônio cultural. A partir de conhecimento prévio da realidade brasileira, e, diante das várias pesquisas e dados deste tema na Europa, especificamente na Espanha, acredita-se que a realidade espanhola, contribuirá para repensar e realinhar a pesquisa de doutorado em curso. Para estes estudos de casos, de natureza qualitativa, será substancial fazer uma discussão sobre políticas públicas, território, desenvolvimento local, turismo e patrimônio cultural para entender as relações existentes. Quanto ao procedimento metodológico será realizada a pesquisa bibliográfica e documental, sobretudo para analisar as políticas públicas de turismo rural existentes nos dois casos e além disso, questionário e entrevista. Supõe-se que, por meio da política pública condizente a realidade local é possível valorizar os bens culturais. (AU)