Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização das células Th17 que expressam c-kit

Processo: 16/05013-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Fernando de Queiroz Cunha
Beneficiário:Kalil William Alves de Lima
Supervisor no Exterior: Francisco Javier Quintana
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/04942-0 - Mecanismos moleculares envolvidos na potencialização da Resposta Th17 pelo receptor de hidrocarbonetos arila (AhR) - correlação com artrite reumatoide, BP.DR
Assunto(s):Doenças autoimunes   Células Th17   Receptores de hidrocarboneto arílico

Resumo

As células TH17 são caracterizadas pela produção da interleucina IL-17 (IL-17), IL-17F e IL-22 e têm sido descritas como uma subpopulação de células T CD4+ efetoras que participa no desenvolvimento de doenças autoimunes. O receptor de hidrocarbonetos arila (AHR) é altamente expresso em células TH17 e tem importante papel na geração in vitro e in vivo dessas células. Sob condições polarizantes para TH17, a ativação de AHR por 6-formylindolo[3,2-b]carbazole (FICZ) potencializa a produção de IL-17A e a proporção de células produtoras de IL-22. Curiosamente, o AHR tem sido descrito como um marcador de células TH17 não patogênicas e, sob certas condições, sua ativação é relacionada com a geração de células T reguladoras. Assim, é desconhecido se a ativação de AHR é necessária para a patogenicidade das células TH17 e quais os alvos downstream e consequência biológica após sua ativação. Neste contexto, recentemente têm sido descritos alguns genes regulados por AHR envolvidos na manutenção do pool de células inatas linfoides do tipo 3 (ILC3s), tais como o receptor tirosina quinase c-kit. No entanto, é incerto se células TH17 compartilham esses mecanismos e qual seria o papel funcional de células TH17 c-kit+. Ainda, permanece por ser investigado qual a importância de c-kit para a homeostasia das células TH17. Previamente, nós encontramos que Kit é modulado durante a diferenciação in vitro das células TH17 e a geração de uma subpopulação de células CD4+IL-17+c-kit+ tanto in vitro quanto in vivo. Adicionalmente, demonstramos que a ativação de AHR aumenta a frequência de células c-kit+ e a intensidade da expressão de c-kit por célula. Células T CD4+ naives deficientes de AHR tiveram um prejuízo em sua diferenciação em células c-kit+. Finalmente, a inibição de c-kit aumentou a expressão de IL-22, sugerindo que a sinalização de c-kit pode ser um regulador negativo da produção de IL-22. Em conjunto, nossos dados demonstram que AHR controla a produção de IL-22 em células TH17 de maneira dependente de c-kit. Assim, o principal objetivo desse projeto será investigar as características moleculares das células TH17 c-kit+ e a relevância biológica dessa população. Nosso projeto poderá revelar se Kit é um marcador de células TH17 não patogênicas e um possível alvo terapêutico para a esclerose múltipla e outras doenças autoimunes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE LIMA, KALIL ALVES; DONATE, PAULA BARBIM; TALBOT, JHIMMY; DAVOLI-FERREIRA, MARCELA; PERES, RAPHAEL SANCHES; CUNHA, THIAGO MATTAR; ALVES-FILHO, JOSE CARLOS; CUNHA, FERNANDO QUEIROZ. TGF beta 1 signaling sustains aryl hydrocarbon receptor (AHR) expression and restrains the pathogenic potential of T(H)17 cells by an AHR-independent mechanism. CELL DEATH & DISEASE, v. 9, NOV 13 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.