Busca avançada
Ano de início
Entree

Estabelecimento de linhagem celular com silenciamento permanente da PKCbI por shRNA e seu impacto fenotípico

Processo: 15/20227-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Daniela Sanchez Basseres
Beneficiário:Estela Maura Mesquita Carabette
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias mamárias

Resumo

As proteínas quinases são de grande importância para o organismo, por isso são amplamente conservadas em diversos organismos. Entre essas se encontram as proteína quinases C (PKC) que fosforilam o grupo hidroxila de serinas e treoninas. Essa família de quinases são dividas em 10 isoformas que se diferenciam de acordo com os seus mecanismos de ativação. As PKCs normalmente se encontram no citoplasma celular quando inativas e translocam para membranas plasmáticas e de organelas quando ativadas. Entretanto, nos últimos anos, demonstrou- se que também podem translocar para o núcleo celular, tendo participação em diversos processos como: regulação da replicação do DNA, síntese de RNA, composição de estruturas de cromatina, e controle da expressão genica. Nosso grupo observou que em células de câncer de mama MCF-7, positivas para receptores de estrogênio, ocorre a expressão das PKCs bI e bII no núcleo celular. Porém o papel dessas isoenzimas no núcleo dessas células e no câncer de mama, ainda não é bem compreendido, dessa forma, no presente projeto desejamos realizar o silenciamento da PKCbI em células MCF-7. Para isso utilizaremos partículas lentivirais de short hairpin RNA (shRNA), assim estabeleceremos uma linhagem de células MCF-7 sem a expressão do gene para a PKCbI e observar os efeitos da proliferação e formação de colônias da deleção especifica dessa isoforma no núcleo das células MCF-7.